Reconhecimento científico

O artigo científico das psicólogas Ana Paula Barcelos Correia e Maria Fernanda Veiga Miglioli, do Serviço de Psicologia do AME Jardim dos Prados, foi selecionado para apresentação oral no V Simpósio de Psicossomática Psicanalítica do Instituto Sedes Sapientiae. O evento ocorreu em São Paulo, nos dias 07 e 08 de junho de 2013, na UNIFESP. As psicólogas representaram a instituição com o trabalho “Obesidade: um corpo que grita. O fenômeno psicossomático para além da perda de peso”. Trata-se de um estudo de caso de um paciente adolescente obeso e sua família, objetivando uma compreensão dos aspectos emocionais envolvidos, para além dos resultados na balança.

Apresentação feita pelas psicólogas

“Ficamos muito felizes com a seleção do trabalho e participação neste Simpósio. A experiência foi gratificante e enriquecedora, pois além de buscar novos aprendizados e atualização na área da saúde, pudemos também divulgar o nosso trabalho e atuação no AME. Entendemos que é importante essa troca de conhecimentos e informações na área clínica e na saúde pública.” relataram as psicólogas Ana Paula e Maria Fernanda.

Psicólogas do AME Jardim dos Prados participam de simpósio

O artigo científico “Obesidade: um corpo que grita. O fenômeno psicossomático para além da perda de peso”, das psicólogas Ana Paula Barcelos Correia e Maria Fernanda Veiga Miglioli, do Serviço de Psicologia do AME Jardim dos Prados, foi selecionado para apresentação no V Simpósio de Psicossomática Psicanalítica do Instituto Sedes Sapientiae. O evento aconteceu em São Paulo, na UNIFESP.

Trata-se de um estudo de caso de um paciente adolescente obeso e sua família, objetivando uma compreensão dos aspectos emocionais envolvidos, para além dos resultados na balança.

“Ficamos muito felizes com a seleção do trabalho e participação neste Simpósio. A experiência foi gratificante e enriquecedora, pois além de buscar novos aprendizados e atualização na área da saúde, pudemos também divulgar o nosso trabalho e atuação no AME. Entendemos que é importante essa troca de conhecimentos e informações na área clínica e na saúde pública.” relataram as psicólogas Ana Paula e Maria Fernanda.