Entre o hospital e a livraria

A rotina é cheia de desafios. Dr. Manoel e sua equipe trabalham na linha de frente do Hospital Regional de Cáceres, referência de atendimento não apenas no Mato Grosso, mas em Estados e até países vizinhos. É lá que ele aplica, em plantões de 24 horas, suas habilidades de traumato-ortopedista. Manoel Campos Neto se formou em medicina há 38 anos, no Rio de Janeiro. “Desde criança quis estudar medicina”.

Escolheu se mudar com a família para o interior para levar uma vida mais tranquila. Chegou a Cáceres em 1980, onde alavancou a carreira. Ele conta que o início não foi fácil. “Só comecei a ser respeitado na cidade depois que operei o pai idoso de uma ex-prefeita”, diz. Depois disso a vida profissional só foi expandida. Em 1992 se tornou, oficialmente, perito legal contratado pelo Estado do Mato Grosso, e dois anos depois prestou concurso para o cargo.

Manoel Neto em um congresso em Istambul

A experiência na área da medicina legal foi a motivação para escrever dois livros. O primeiro – “Mulas Humanas”: No narcotráfico internacional Bolívia – Brasil, suicidas em potencial – foi publicado pela Editora Millenium. Já o segundo – Atlas de Medicina Legal: Guia prático pra médicos e advogados – tem previsão de lançamento em junho.

Por causa do seu trabalho como médico legista, traumato-ortopedista e escritor, Manoel Neto, ministrou palestras em várias partes do Brasil, em outros países e concedeu entrevista no Programa do Jô, da Rede Globo.

Psiquiatra, psicanalista, pai ou músico?

Há quatro anos trabalhando como médico plantonista no PAI-ZN, o psiquiatra e psicanalista, Eduardo Leal, natural de São José dos Campos, SP, consegue conciliar a agenda apertada com a forte ligação que mantém com a música. Paixão que antecede a faculdade, antes de vir para a capital, ele teve várias bandas de rock, se dedicou a aprender a tocar violão e guitarra, mas em um dado momento surgiu a inspiração para compor, o que o levou ao lançamento do seu primeiro CD “Vida Nova”, em 2011, com participações especiais como Leila Pinheiro, Zé Renato e outros.

Apesar da dificuldade de harmonizar a sua rotina, o Dr. Eduardo sempre encontra um tempo para se dedicar a música. “Tenho dois filhos para contribuir ‘só um pouquinho’ com a agenda, mas eles só me inspiram e fortalecem!”, brinca o médico, que já gravou alguns CDs e, agora, possui 10 músicas para um novo, “não mudaria uma vírgula do meu caminho”, emociona-se.

Acesse o canal do Eduardo Leal no Youtube e descubra o seu talento!