Colaboradores em formação no CCMR

Nos dias 06 e 07 de março os colaboradores da Creche/Centro de Convivência Madre Regina participaram de um Encontro de Formação Continuada. Na programação constava: Espiritualidade, Oficinas, Palestras, Vivências e Reflexões.

O encontro teve início com um momento de oração,  orientado pela diretora Ir. Leonor. Ela levou os colaboradores a refletirem sobre o tema da Campanha da Fraternidade por meio de gravuras que expressavam o comportamento de pessoas exploradas.

Em seguida receberam o professor Gileno, psicólogo, que desenvolveu um trabalho  para valorizar o poder da mente, abordando as faculdades da alma, focando a mente, os registros e o intelecto. A partir daí iniciou um trabalho sobre as emoções, conscientizando a todos de que a emoção só pode ser trabalhada se tiver nome. Realizou também uma dinâmica envolvendo Cromoterapia, terapia das cores , para ajudar na identificação dos valores internos, polaridade, positivo e negativo. E por fim, encerrou a manhã falando sobre a resiliência, que é a capacidade humana para fazer frente às adversidades da vida, inclusive à situações de grande impacto.

Outro momento do encontro foi a apresentação da “Campanha da Fraternidade de 2014”, que tem como tema: “A Fraternidade e o Tráfico Humano” e como lema: “É para liberdade que Cristo nos libertou”,  realizada por Amélia Albuquerque, representante da Pastoral da Educação e da CNBB em Fortaleza.  Apresentou o objetivo geral dessa campanha, que é identificar as práticas do tráfico humano em suas várias formas e denunciá-lo como violação da dignidade e da liberdade humana, mobilizando cristãos e a sociedade brasileira para erradicar esse mal, com vista ao resgate da vida dos filhos e filhas de Deus. Também apresentou um vídeo e descreveu como ocorre o tráfico humano. Esta Campanha pretende despertar em todos a conscientização sobre este problema e  coragem para denunciá-lo.

Sabendo da importância da música para a criança, a formação foi encerrada com uma oficina “Teoria e Musicalidade” para o setor pedagógico.

O objetivo do objetivo do CCRM é, cada vez mais, enriquecer os conhecimentos e o compromisso de cada um.

Natal Solidário

Tornar mais feliz o fim de ano de 910 crianças e 80 idosos atendidos pela Associação Congregação de Santa Catarina em todo Brasil. Este é o objetivo do Natal Solidário, uma iniciativa muito especial para a qual convidamos todos os nossos colaboradores!

A ação consiste em fazer uma grande surpresa para essas centenas de pessoas, entregando a elas presentes de Natal ofertados pela nossa ampla rede de colaboradores.

E então? Que tal compartilhar o seu carinho com as crianças e idosos atendidos pela ACSC? Descubra quais localidades serão beneficiadas no Brasil inteiro.

Como participar

• Gestão de Pessoas das Casas de São Paulo/colaboradores – Retire sua sacola na área Corporativa de Gestão de Pessoas, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h (Rua Cincinato Braga nº 144 – Térreo). Em caso de dúvidas, entre em contato pelos telefones 3016-2634 (Natália) ou 3016-2666 (Letícia).

• Cada sacola trará a identificação do presenteado com dados como: nome, idade, sexo e a relação dos itens a serem providenciados que deverão ser entregues até 10/12/2013 na área Corporativa de Gestão de Pessoas.

Participe! Se cada um de nós aderirmos, chegaremos à meta de 990 presenteados e faremos a diferença na vida de muitas pessoas!

Saiba mais, abaixo, em Perguntas Frequentes.

Contamos com vocês!

José Luiz Bichuetti                Elizabeth Cerqueira Leonetti

Superintendente                    Gestão de Pessoas

 

 

_______________________________________________________________________________________________________

Perguntas Frequentes:

1.       Como faço para participar?

Se você trabalha em alguma Casa, procure a área de Gestão de Pessoas, que é responsável em retirar as sacolas na área Corporativa de Gestão de Pessoas, na Rua Cincinato Braga nº 144 – Térreo, São Paulo – SP, e entregá-las aos colaboradores que aderirem ao Natal Solidário.

Caso você trabalhe no Hospital Santa Catarina ou Administração Corporativa retire sua sacola na área Corporativa de Gestão de Pessoas, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Em caso de dúvidas, entre em contato pelos telefones 3016-2634 (Natália) ou 3016-2666 (Letícia).

 

2.       Como faço para entregar a sacola com os presentes?

Caso trabalhe em alguma Casa da ACSC a entrega da sacola (agora recheada de presentes) deve acontecer na área de Gestão de Pessoas.

Se você trabalha no Hospital Santa Catarina ou Administração Corporativa, essa entrega deve ser feita na área Corporativa de Gestão de Pessoas (na Rua Cincinato Braga nº 144 – Térreo, São Paulo – SP).

 

3.       Quando devo entregar a sacola com os presentes?

Os presentes devem ser entregues até o dia 10/12.

 

4.       Como eu vou saber o que dar de presente?

Para você acertar na escolha, confie no seu bom senso. De todo modo, cada sacola terá a identificação do presenteado com dados como: nome, idade, sexo e a relação dos itens a serem providenciados. Separamos algumas sugestões, confira.

Conteúdo sugerido para presentear Idosos:

  • Pijama;
  • Calçado (tênis, sandália, sapato fechado, chinelo);
  • Kit Higiene (sabonete, escova e pasta de dente, shampoo, cotonete, perfume/creme de barbear/pente).

Conteúdo sugerido para presentear as Crianças:

  • Roupa Completa:Calçado (tênis, sandália ou sapato fechado), não substituir por chinelo;
    • Meninas: blusa, saia, vestido, calcinha.
    • Meninos: short, calça, camiseta, cueca.
  • Brinquedo Novo (evite brinquedos que incentivem a violência);
  • Acessórios (enfeite de cabelo para meninas, boné para meninos);
  • Kit Higiene (sabonete, escova e pasta de dente, shampoo, cotonete, perfume, pente/escova de cabelo);
  • Kit Escolar (lápis de cor, caderno, estojo, livro para a faixa etária e outros).

 

5.       Sou muito generoso (a), posso colocar algum item a mais na sacola?

Sugerimos que evite a inclusão de itens que não estão listados na sacola. Nossa preocupação é despertar sentimento de comparação entre as crianças, por isso o ideal é atendermos ao pedido da lista. É desnecessário causarmos qualquer desconforto para quem receberá os presentes, certo?

 

6.       Tenho filhos na idade da criança que consta descrita na sacola que eu peguei e minha avó separou algumas roupas dela para eu doar, posso dar coisas usadas de presente?

Não. Pedimos que participe do Natal Solidário se estiver disposto a dar um presente novo. Lembre-se que tem alguém que tem grande expectativa em receber o seu carinho. Nesta época do ano acontecem muitas promoções, pesquise e aproveite as ofertas para economizar e presentear alguém com produtos bonitos, bons e de qualidade.

 

7.       E se eu me esquecer de entregar a sacola dentro do prazo?

Tente dar prioridade a aquisição dos itens. É importante que você se comprometa a entregar a sacola, afinal tem alguém esperando ansiosamente pela surpresa.

 

8.       Tenho um amigo ou um familiar que quer participar. Pode?

Claro. Toda contribuição será bem-vinda. Mas lembre-se, você é o responsável por retirar e entregar a sacola dentro do prazo, e, se o seu amigo ou familiar deixar de compras os itens você se comprometerá a fazer isto por ele, afinal há alguma criança ou idoso esperando pelo presente.

 

9.       Como devo embrulhar os itens comprados?

Você pode embrulhar os presentes e colocá-los dentro da própria sacola, que é grande o suficiente para abrigar os itens solicitados. E lembre-se que todo mundo gosta de abrir presentes com embalagens bonitas! Por isso, aproveite para fazer embrulhos coloridos e repleto de laços.

 

10.   Quero muito conhecer a criança/idoso que estou presenteando. Posso acompanhar a entrega dos presentes?

Pode, sim. Mas antes converse com seu líder. Ele deve avaliar a possibilidade e disponibilidade para que você se ausente do trabalho. De toda forma, a sua presença é muito bem-vinda.

As entregas acontecerão em datas diferentes, durante as celebrações de Natal das Casas contempladas, por isso se quiser participar destes momentos especiais, programe-se com antecedência.

Em cada sacola de presente existe um convite que consta além das informações da criança a data da entrega da mesma na Casa contemplada. Mas lembre-se que seu presente deverá ser entregue na área Corporativa de Gestão de Pessoas (na Rua Cincinato Braga nº 144 – Térreo, São Paulo – SP) até o dia 10/12.

Caso você não consiga participar na data que está no convite, a Casa estará aberta para visitas, sendo necessário ligar para agendar.

 

Creche São José do Itamarati faz treinamento para Prevenção de incêndios

A Creche São José do Itamarati, gerida pela Associação Congregação de Santa Catarina, acaba de fazer um treinamento para prevenção de incêndios, orientado pelos bombeiros Fabriciano David e Carlos Bernardino, onde todos os colaboradores estiveram presentes.

O treinamento teve início com uma parte teórica sobre atitudes de prevenção e salvamento em incêndios, bem como o conhecimento de extintores e sua utilização. Também foi feito o reconhecimento dos equipamentos do novo sistema de prevenção de incêndios instalado na creche, as luzes de emergência, as sinalizações de saídas e o ponto de encontro em medidas emergenciais. Logo após, todos os colaboradores passaram por experiências práticas de utilização adequada de extintores e os equipamentos de prevenção de incêndios.

Creche Monteiro Lobato inova para incentivar alimentação saudável

Fazer uma criança gostar de comer verduras, legumes e frutas não é tarefa fácil. De olho neste objetivo, educadoras da Creche Monteiro Lobato, gerenciada pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), criaram o projeto “A alimentação e os animais”, que vem conquistando ótimos resultados entre a criançada. “O trabalho começou porque eles não comiam verdura nem legume. Tudo de cor diferente no prato eles rejeitavam. Era só arroz, feijão e carne. E nós queríamos mudar isso, até porque temos crianças com problemas de anemia. Então, nós tivemos a ideia de fazer um projeto sobre alimentação conciliando com os animais, de que eles gostam muito. Começamos a trabalhar o elefante e perguntar o que o elefante come? O elefante gosta de maçã, assim como o cavalo. Trabalhamos esses dois animais e trouxemos a maçã para incorporar no cardápio deles. Depois trabalhamos o peixe, que come alga. Para trazer para a nossa realidade, fizemos uma associação com a alface. Depois, aproveitando a Páscoa, trabalhamos o coelho, que come cenoura e verdura e, aos poucos fomos incorporando tudo isso ao cardápio deles. Agora começamos um trabalho com as aves, porque tem muita criança que não come ovo”, explica a educadora Dayane Cristina de Almeida.

Para tornar o projeto ainda mais envolvente, as educadoras também promovem lanches divertidos com as crianças, onde os pequenos podem participar do processo de elaboração do prato. No último mês, por exemplo, a garotada botou a mão na massa para fazer um ratinho de ovo, com orelhas de cenoura, rabinho de requeijão e bigodinhos de batata palha. Resultado: além de muita diversão, não sobrou nada no prato. “O objetivo é deixar a criança se envolver com o alimento para que ela passe a dar valor ao que come e tenha prazer em se alimentar. É um experimento novo que a mãe também pode adotar em casa, para fazer a criança comer verdura e legume. E dá resultado”, afirma a coordenadora geral da creche, Carla Cristina Silva. Ela relata também outra atividade desenvolvida na creche, com o mesmo objetivo, que surtiu efeito imediato. “Nós fizemos um teatrinho com personagens como a senhora batata e a dona cenoura. Nós levamos todos esses alimentos para sala de aula para que as crianças pudessem manusear e, ao manusear, elas quiseram experimentar. E no saber que gosto tem, elas experimentam e gostam, porque, geralmente, rejeitam sem nunca ter experimentado”.

Colégio Santa Catarina JF recebe Selo Escola Solidária

O Colégio Santa Catarina (CSC) de Juiz de Fora, gerenciado pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), vai receber o Selo Escola Solidária pela quinta vez consecutiva, um reconhecimento do Instituto Faça Parte às escolas brasileiras de educação básica comprometidas com uma educação solidária que desenvolve projetos de voluntariado. O Selo tem a parceria do Ministério da Educação (MEC), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), da UNESCO e da UNICEF. A premiação é realizada a cada dois anos. Desde 2003, mais de 16 mil escolas públicas e particulares de todo o país já foram reconhecidas.

“O certificado é um reconhecimento do trabalho de educação solidária desenvolvido pela escola. O Voluntariado Jovem tem sido a referência para avaliação do Santa Catarina. Nas últimas quatro edições, a cada etapa da premiação, apresentamos um dos projetos desenvolvidos pelos alunos, como Tardes Culturais na creche, Aniversariantes do mês no Abrigo Santa Helena, Sementes de Girassol no Ceprom e Melhor Idade junto ao Cras”, explica o professor Juceme Rodrigues, coordenador do Voluntariado Jovem do CSC.

O Voluntariado Jovem é um projeto que surgiu há cinco anos no CSC, com o objetivo de humanizar os estudantes, a fim de que eles saibam conviver com as diferenças e respeitá-las. Todos os alunos do Colégio, a partir da 7ª série, podem participar. São duas atividades semanais: às quartas é feito um trabalho com idosos, e às quinta com crianças. “A escolha de trabalhar com crianças e idosos segue a linha de trabalho de Madre Regina, que buscava ajudar as crianças na instrução, e os idosos, principalmente aqueles mais desfavorecidos e abandonados pela família”, conta Juceme.

Selo Escola Solidária

Em 2013 o Selo Escola Solidária completa 10 anos e fará uma edição especial. Serão reconhecidas as 1.057 escolas que mais receberam selos. Em Juiz de Fora, apenas o Colégio Santa Catarina, o Instituto Metodista Granbery e a Escola Degraus de Ensino serão contempladas.