Como cuidar do idoso portador da Doença de Alzheimer?

O cuidado foi e sempre será essencial ao ser humano, independente da fase da vida em que você está. Como profissional de Enfermagem especializada em Gerontologia, a minha experiência no Lar Madre Regina com os idosos portadores de Alzheimer me mostra que lidar com essas pessoas é um processo longo e diferente em cada fase da doença.

Mais do que o esquecimento característico da doença, a confirmação do diagnóstico de Alzheimer nos dá duas certezas absolutas: a progressão comportamental e dependência nas Atividades de Vida Diária (AVDS). Por isso, é importante preparar as famílias e toda a equipe do cuidado para estes sintomas. Assim, os líderes são capazes de fazer do cuidado um ato benéfico, respeitando a dignidade bio-psico-social do idoso , cuidando com fé, paciência e amor.

O profissional que cuida de um paciente portador da doença progressiva DA deve prevenir e realizar um acompanhamento contínuo do idoso e dos seus cuidadores, com o intuito de prepará-los para as alterações na vida de ambos (cuidador X idoso) advindas da doença de Alzheimer. Esta preparação poupa estresse e nos permite ser fidedignos com a profissão escolhida.

De acordo com Eliane Brandão Vieira, autora do livro Manual de gerontologia, “mesmo que se torne prazeroso o ato de cuidar, a situação gera ansiedade e angústia, pois coloca em segundo plano os interesses e necessidades de quem cuida, o que compromete a qualidade do cuidado oferecido”.  (Vieira, 1996)

Além disso, existe outro fator: “o ser humano necessita de reconhecimento e um paciente de DA dificilmente conseguirá reconhecer ou retribuir o que é feito por ele. Isso é muito desgastante”.  Esta é a consideração de Matheus Papaléo Netto, em sua obra Gerontologia.

Conclusão:

O cuidado na minha experiência é simplesmente dar-se a oportunidade de nos sensibilizarmos com o processo de transição da doença, e saber que fomos escolhidos para vivenciar esse momento de apoio e respeito ao idoso doente, acompanhando toda sua evolução com dignidade e amor. E, como líder, ser capaz de gerar uma harmonia com toda equipe, valorizando cada cuidador que acompanha essa transição, pois são profissionais essenciais para um trabalho de qualidade e humanização.

 

AUTORA:

Telma Carvalho de Santana (Enfermeira em Gerontologia, que trabalha no Lar Madre Regina, entidade gerida pela Associação Congregação de Santa Catarina).

8 thoughts on “Como cuidar do idoso portador da Doença de Alzheimer?”

  1. I am extremely impressed with your writing skills and also with the layout on your weblog. Is this a paid theme or did you customize it yourself? Anyway keep up the nice quality writing, it’s rare to see a nice blog like this one these days..

  2. Dear Webmaster! This is Leo Beedham and I just discovered your blog with all these useful posts. It seems that you are really dedicated. However I noticed that your posts are not optimized for full search engine exposure and you are losing out on a lot of visitors and therefor potential revenue and customers. From a quick glance it seems to me that you are running WordPress on your website. This is good News, because there already exist plugins that take care of these optimizations automatically. If you are interested in trying one these plugins check this website –> http://bit.ly/15gaGx8 If you have any questions send me an email, have a nice day!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *