CSC-RJ realiza retiro

Em novembro, cerca de 50 pessoas participaram de um retiro orientado pelo biblista Francisco Orofino no (RJ). O Grupo bíblico que frequenta o colégio  em encontros quinzenais de formação bíblica foi o organizador desse evento.

O encontro contou com a participação de funcionários, catequistas, religiosos e outras pessoas, inclusive de outras denominações cristãs que estavam interessadas no aprofundamento da palavra, que teve como tema “o rosto misericordioso de Deus”.

Vôlei após o expediente reúne colaboradores do CSC-JF

Com o objetivo de unir ainda mais os colaboradores e propiciar momentos de descontração, cerca de 25 pessoas, de diversas áreas, têm se reunido uma vez por semana para jogar vôlei no ginásio do Colégio Santa Catarina, em Juiz de Fora, após o expediente.

Atualmente, as aulas acontecem às quartas-feiras, das 18h às 19h30, mas, a partir de outubro, também acontecerão às segundas, por demanda dos próprios participantes, que estão adorando a iniciativa.  “Fazemos uma primeira parte de aquecimento, para o corpo começar a movimentar, depois alguns exercícios pedagógicos, porque muita gente não jogava há muito tempo, e terminamos com o coletivo”, explica a professora Cláudia Assis, coordenadora da área de Educação Física, que também conta sobre o retorno da ação, que vem sendo melhor do que o esperado.

Vários colaboradores têm trocado horários de compromissos para poder participar e aprovam a iniciativa, que já é conhecida por todos e promete ir cada vez mais longe.

Creche Monteiro Lobato troca recicláveis por material de limpeza

Para dar continuidade ao projeto de sustentabilidade, a Creche Monteiro Lobato está trocando o óleo de cozinha usado que arrecada com a comunidade por material de limpeza. A parceria foi firmada com a empresa Garra, que recolhe o produto descartado em troca de detergente e sabão em pó. Além de contribuir com o meio ambiente, a creche terá uma economia de aproximadamente R$ 500 por ano.

Sempre que é atingida a marca de 50 litros de óleo, um funcionário da Garra vai até a creche buscar o material e deixa os produtos de limpeza. Em menos de dois meses, já foram feitas duas trocas. Com isso, a creche já deixou de comprar 48 litros de detergente e 12 quilos de sabão em pó. “Aqui na creche a gente quase não utiliza óleo na cozinha. O que a gente junta é mesmo de doação dos pais. Tem uma mãe que trabalha em restaurante e que nos ajuda bastante a juntar o óleo”, afirma a assistente pedagógica Nathalia Maria.

O projeto de sustentabilidade da Creche Monteiro Lobato inclui, ainda, a arrecadação de latinhas de refrigerante e garrafas Pet – que são utilizadas na fabricação de pufs e brinquedos para as crianças. Além disso, a instituição adota medidas para captar água da chuva e diminuir o descarte de lixo orgânico, através da técnica de compostagem. Tudo é revertido em benefício para as crianças atendidas na creche. “Já fizemos vários eventos com a presença dos pais, em que nós mostramos algumas sugestões de brinquedos, de forma que eles possam fazer isso em casa também. E, no dia a dia, nós desenvolvemos muitas atividades com a ajuda das crianças para que, aos poucos, elas comecem a entender a importância de se reciclar”, explicou Nathalia.

O óleo de fritura, uma vez descartado na natureza em solo ou curso d’água, causa danos irreparáveis ao meio ambiente. Cada litro de óleo que chega aos rios contamina cerca de um milhão de litros de água. Isto representa a quantidade de água que uma pessoa consome durante 14 anos.

É NATAL! – Confira a mensagem de Natal da Irmã Lia Gregorine para os colaboradores da ACSC

Clique aqui e confira o vídeo com a mensagem de Natal narrada pela Irmã Lia

“No começo era o Verbo, e o Verbo estava em Deus, e o Verbo era Deus”. Jo 1,1

Com estas palavras bíblicas quero chegar perto de você, caro colaborador, e desejar FELIZ NATAL!

Natal, tempo de muitas luzes, muitos símbolos, muitas músicas…

Troca de presentes,

Troca de cartões,

Reunião de famílias, amigos!

Tempo também de muitos comes e bebes! E viva o champanhe, o vinho, o licor…

E o tão esperado peru de Natal, as nozes, as frutas e coisas mais…

E o aniversariante da festa onde está? Nos presépios espalhados pelo mundo? Apenas a lembrança?

Não para nós, que somos cristãos. Ser cristão é seguir os passos de Cristo, o Jesus de Nazaré…

Aquele que veio à terra (grande mistério) para dizer: “Você é meu filho amado. Continuo te amando, apesar de sua distância do meu coração…”

Este Natal de 2014 será diferente porque quero ser diferente:

Tendo respeito pela natureza, mãe terra sedenta de chuvas e águas,

Respeito pelos amigos que ao longo do ano estiveram comigo,

Respeito aos familiares que suportaram minha fragilidade, minha dor, talvez minha morte!

Respeito a Deus presente no simples, no humilde, no pobre, na criança rejeitada e abandonada pelos seus…

Este, o verdadeiro Natal.

Manifesta-se no sorriso do idoso,

Na frágil mão da criança,

No agradecimento do doente e sofredor.

Natal de longe e de perto.

Do abastado e do despojado…

Natal, sempre Natal – Presença viva da vida, vida em Jesus, o Menino de Nazaré.

Tenha um Feliz Natal, extensivo a todos os seus!

Grande abraço,

Irmã Lia Gregorine, presidente do Conselho da ACSC.

Informação é principal aliada nas campanhas de doação de sangue

Unidades de saúde administradas pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC) reforçam campanha do Governo Federal para incentivar os brasileiros a doarem sangue periodicamente. A meta é aumentar número de voluntários

 No dia 25 de novembro é comemorado o Dia Nacional da Doação de Sangue. A data, que visa reforçar as campanhas de doação em todo o país, não foi escolhida aleatoriamente. Este é um período que, historicamente, antecede os meses em que a doação de sangue é menos frequente. Em função do período de férias escolares, dezembro e janeiro, juntamente com julho, costumam ser os meses em que a oferta de doações cai, enquanto a demanda por sangue nos bancos costuma aumentar.

Em 2014, o Ministério da Saúde reforçou as campanhas de doação de sangue, com o objetivo de aumentar o número de voluntários em todo o país para cerca de dois milhões de pessoas. De acordo com o Governo Federal, apenas 1,9% dos brasileiros têm o hábito de doar sangue frequentemente, o que representa pouco mais de 3,5 milhões de pessoas. A meta é levar cerca de 5,8 milhões de pessoas, periodicamente, aos bancos de sangue como doadores voluntários.

A campanha do Governo Federal teve a adesão também de instituições privadas e filantrópicas, como a Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), entidade responsável pela administração e manutenção de 19 unidades de saúde, em vários estados.

A informação tem sido prioridade nas unidades gerenciadas pela. Em São Paulo, o Pólo de Atenção Intensiva em Saúde Mental (PAI-ZN), intensificou a campanha orientando e encorajando os colaboradores a se tornarem doadores.

Já no Rio de Janeiro, a ACSC administra duas unidades em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. Os setores de hemoterapia dos Hospitais Alberto Torres, em São Gonçalo, e Prefeito João Baptista Cáffaro, em Itaboraí, farão palestras, respectivamente nos dias 26 e 28 de novembro, respectivamente, com o objetivo de estimular potenciais doadores.

É simples se tornar um doador

Para ser um doador de sangue a pessoa deve ter entre 18 e 69 anos (menores de idade a partir de 16 anos podem doar com autorização do responsável), pesar mais de 50 quilos e estar em boa condição de saúde. É preciso levar um documento oficial com foto. Os candidatos passam por uma triagem e por exames com o objetivo de garantir a saúde de quem doa e também de quem vai receber o sangue. O processo é rápido, não dói e não oferece riscos para o doador. Todos os tipos sanguíneos são bem-vindos.

Saiba como doar

Para doar para os Hospitais Alberto Torres e Prefeito João Baptista Cáffaro, respectivamente em São Gonçalo e Itaboraí, no Rio de Janeiro, basta procurar os setores de hemoterapia das unidades. A coleta de sangue é realizada em Petrópolis/RJ e os hospitais oferecem todo o suporte necessário para transporte até o local de doação.

 

Casa de Saúde São José recebe prêmio empresarial da SBC

“É uma sensação de dever cumprido mais uma vez. O prêmio reflete o carinho e cuidado que temos na preparação desse simpósio que já se torna uma tradição no CBC”, diz o coordenador da Unidade Coronariana da CSSJ, Gustavo

O prêmio é conferido às empresas pela qualidade e relevância científica em nível de inovação e abordagem do tema dentro das atividades especiais, sendo destinado ao segmento industrial de alimentos e prestadores de serviços. A CSSJ vem trabalhando para ganhar um espaço cada vez maior, no grupo de entidades reconhecidas por seu trabalho inovador, humanizado e que prestam um serviço de excelência.

Participando do simpósio que contou com a presença de diversos especialistas da CSSJ e de outras unidades de saúde do país, a Casa de Saúde São José participa de discussões sobre acontecimentos frequentes entre equipes da área.

LMR recebe grupo de teatro

No dia 03 de agosto o Lar Madre Regina recebeu o “Grupo de Amigos André Salles e Tamar” (GAAST), que trouxeram alegria para os  idosos da Casa, com música ao vivo e peças teatrais. Foram mais de 40 pessoas que passaram o dia de domingo no LMR e, inclusive, levaram algumas doações.

“O Teatro Mambembe do GAAST tem por objetivo realizar apresentações gratuitas em casas de apoio aos idosos e abrigos para crianças afastadas das suas famílias por diversos motivos. O embrião dessa trupe surgiu em 1983, num trabalho que em sua fase inicial durou até 1986. Após quase duas décadas em ‘hibernação’, em 2003 o grupo retomou o projeto e desde então já se apresentou em mais de 70 instituições de auxílio ao próximo.

Em cada visita apresentamos peças variadas, de comédias a dramas, infantis, coreografias de dança, esquetes com os palhaços e as bonequinhas, e músicas autorais, e de artistas conhecidos do grande público. A ideia é proporcionar uma tarde feliz, aprender com os exemplos que tomamos contato e assim valorizar nossas próprias vidas.”

Texto: Tiel Del Valhe

O que há de novo no CEAC- Sul

Recoleta Zero – Amostra coagulada

O CEAC-Sul realizou o segundo treinamento Recoleta Zero, com o tema principal Vocação. Durante os dias do evento, iniciado sempre com uma oração, foram realizadas diversas atividades. Evandro Guerreiro, da área de Gestão de Pessoas, promoveu uma dinâmica de grupo. Além disso, os colaboradores contaram com a presença do cabeleireiro e maquiador Paulo, que deu dicas e ensinou truques sobre maquiagens e penteados simples para o dia a dia no trabalho.  Esteve presente também Dirciléia Chumbo, do SESMT, que realizou uma dinâmica para explicar a importância dos EPI’s.

Na parte técnica, o enfermeiro Leandro Reis apresentou a melhora do dos índices após o primeiro treinamento realizado, expôs os erros mais comuns nas recoletas e ensinou, de maneira prática, como não causar novas coletas por amostra coagulada.

No encerramento, houve um momento cheio de emoções. Foi apresentado um vídeo, baseado em fatos reais, mostrando a importância do bem atender e do amor ao próximo.

Curso para gestantes

Em parceria com a Brasil Insurance e a Coopercredi, o CEAC-Sul ofereceu um curso direcionado para gestantes e futuros papais. O objetivo era esclarecer as principais dúvidas nesta fase tão importante.

O curso foi dividido em três módulos. No primeiro, a enfermeira Bianca Manzi apresentou um vídeo sobre o desenvolvimento gestacional, esclareceu dúvidas e citou algumas curiosidades. O segundo módulo, foi sobre fisioterapia na gestação. A fisioterapeuta Ariadne mostrou exercícios funcionais e e orientações sobre postura, além de informações sobre nutrição com Luana Chiatti, nutricionista do Brasil Insurance. O terceiro módulo teve como tema o parto e o aleitamento materno, novamente com as palestrantes Bianca e Luana.

No último dia, houve uma sessão de fotos e o CEAC-SUL contou com patrocínio da Coopercredi. O Sr. Rafael Silva esteve presente para entregar um lindo kit para as futuras mamães e papais.

Programa 5 ao dia

Atualmente, estima-se que mais de 115 milhões de pessoas sofram de problemas relacionados com a obesidade nos países em desenvolvimento. O programa “5 ao dia” surgiu com a proposta de lembrar as pessoas de comer, no mínimo, 5 porções de frutas e hortaliças todos os dias. Desta forma, é possível reduzir o risco de várias enfermidades como a obesidade, o câncer e doenças do coração. Basta acrescentar vegetais, frutas ou suco de frutas a cada uma de suas refeições.

Uma pesquisa interna mostrou que apenas 10% dos colaboradores do CEAC-SUL consomem frutas, verduras e legumes diariamente, sendo que a OMS (Organização Mundial da Saúde) preconiza o consumo diário de 400g no mínimo, o equivalente a 5 porções. Por isso, o CEAC-SUL, com apoio do Brasil Insurance, apóia e incentiva o programa “5 ao dia”, uma política de alimentação mais saudável.

Educação Continuada

O investimento em programas educacionais aprimora a preparação profissional e motiva os colaboradores na busca dos objetivos estratégicos da organização. Com essa visão, o  CEAC-SUL concedeu cursos a distância, promovidos pela SBPC – Sociedade Brasileira de Patologia Clínica.

O primeiro curso foi sobre o novo protocolo para diagnóstico de HIV, ministrado pelo patologista clínico Eduardo Emery. O segundo teve como tema os aspectos práticos do controle da qualidade em microbiologia.

 

Nas férias das crianças, organize uma programação em família

Férias escolares são sinônimo de crianças com bastante tempo livre. Por isso, se não tiverem oportunidades de atividades boas e criativas, os pequenos podem ficar ansiosos e ao invés de momentos de satisfação e alegria, as férias se transformam em algo tedioso para pais e filhos. Com a programação adequada, as férias serão proveitosas e muito mais interessantes do que longas horas de televisão.

Para ajudar os pais na hora de montar uma programação para a criançada, listamos algumas dicas de como aproveitar melhor os momentos em família:

Visita ao local de trabalho dos pais: É sempre uma programação bastante interessante para as crianças uma visita ao trabalho dos pais. Converse com o seu líder sobre a possibilidade de levar seus filhos para conhecerem seu ambiente de trabalho e se organize para recebê-los.

Visitas a parentes ou amigos: Aproveitar o tempo livre das crianças para levá-las para visitar parentes e amigos com quem elas não convivem, é uma ótima oportunidade manter vínculos e fortalecer a família. Se possível, identifique pessoas que passam por alguma necessidade para que através dessa visita vocês possam ajudá-las.

Visita a instituições de apoio a necessidades especiais: Aproveite o tempo livre das crianças para mostrar a elas a importância da caridade e do respeito ao próximo. É importante que eles entendam que o mundo em que vivem possui problemas sociais e que ajudar os necessitados é uma atitude que deve ser incentivada.

Locais Especiais de Brincadeiras: Momentos em família, que incentivam a criatividade das crianças, por meio de brincadeiras lúdicas e educativas são muito importantes. Pense em conjunto com seus filhos, uma série de atividades que através da brincadeira, os ajude a aprender sobre novos assuntos. Dá para organizar um acampamento no próprio quintal, fazer casinha na árvore, pesquisar sobre países utilizando a Copa do Mundo como tema, entre outras atividades.

Chamar os amigos para uma tarde especial: Combine com os pais dos amigos dos seus filhos um revezamento das tardes de brincadeiras em casa. Com organização, cada dia a turminha pode se reunir em um local diferente e compartilhar momentos especiais para as crianças. Um lanche saboroso completa a programação.

Passeios  e piqueniques: Não é preciso ir muito longe para fazer passeios agradáveis em família. Vocês podem fazer piqueniques em parques e áreas verdes da sua cidade, e depois esticar para uma visita a um museu, por exemplo. Tente aliar diversão ao ar livre com momentos culturais.  

Evitar TV e Games: É normal que drante as férias, as crianças queiramver televisão e jogar vídeo games. Isso não é um problema, desde que não seja a única atividade deles e que a progamação seja adequada à faixa etária e acompanhada por adultos. Elabore um roteiro que inclua desenhos e jogos, durante um período não prolongado (pode ser uma hora por dia). Aproveite para assistir a alguns filmes em família e conversar com seus filhos sobre os temas abordados.

Fonte:

Portal Gosto de ler

Encontro de Prestação de Contas

Entre os dias 12 e 14 de março, aconteceu na Administração Corporativa, em São Paulo, o Encontro de Prestação de Contas de 2013. Com o objetivo de rever os resultados obtidos pelas nossas Casas ao longo do ano anterior e alinhar as estratégias para 2014, o evento contou com a participação das Irmãs e membros do Conselho, Líderes de Casas, dos Diretores Corporativos, da Superintendência, dos Gerentes e da equipe de Gestão de Pessoas Corporativa e outros colaboradores da ACSC.

 

 

 

 

Durante os três dias foram tratados assuntos relacionados à gestão de pessoas, aspectos jurídicos, administrativos, financeiros, planos e metas para 2014. O evento proporcionou momentos de integração entre os diretores e ainda permitiu aos participantes conhecer melhor cada uma das Casas da ACSC.

Karin Schmidt Rodrigues Massaro lança novo livro de poemas “As árvores de São Paulo”

Chega às livrarias “As árvores de São Paulo”, o quarto livro da poeta paulistana Karin Schmidt Rodrigues Massaro, pela Scortecci Editora. O lançamento será no dia em 17 de março, em noite de autógrafos, iniciada às 18h30, na Livraria da Vila, do Shopping Pátio Higienópolis, em São Paulo.

Professora Doutora pela USP, médica hematologista, Karin utiliza a poesia como um vigoroso canal de expressão e constrói imagens combinando com familiaridade e destreza estes universos tão incomuns. Parte da força dos seus versos reside no uso de termos relacionados à temática médica como “intramitocondrial” e “pancreatite”, impensados para outros poetas, mas absolutamente espontâneos na escrita de Karin. Estas palavras surpreendem o leitor e reforçam a dramaticidade dos temas predominantemente intimistas.

Muitos poemas de “As árvores de São Paulo” refletem ao mesmo tempo a complexidade psicológica do mundo feminino e um espírito de rebeldia, que a autora faz questão de preservar, como nestes versos: “… Nada de truques pra hoje:/ pego a bolsa e o celular/para driblar mais um dia…/À noite, se eu voltar/ mais um jornal vai pro lixo /mais um sapato a voar…”

As árvores mencionadas no título deste novo livro de Karin permeiam toda a obra em palavras e imagens captadas da autora, junto a algumas espécies frequentes na paisagem paulistana.

Na série de Insonia (VI, VII,VIII…XII) Karin mostra a poesia como companheira inseparável na superação da angústia pela incapacidade de dormir e revela o renitente hábito da escrita noturna. “O terror noturno não foi embora /e a insônia ainda me afeta… / Infecta também./ Sou do grupo dos sem-solução,/ dos dramáticos incorrigíveis / belos irônicos / algo sinistros / insones…”

“Gosto de temas das dores humanas e do mundo, aquilo que não é sempre retratado, aquilo que fica à sombra”, explica Karin.

Perfil da autora
Médica por profissão, poeta por opção. Assim define-se a Professora Doutora Karin Schmidt Rodrigues Massaro. Formada em Medicina, especializada em Hematologia, com mestrado e doutorado pela USP. É coordenadora do serviço de hematologia do Hospital Santa Catarina, em São Paulo. É sócia-diretora e presidente do conselho da indústria de equipamentos médicos Fanem. Karin escreve poesia desde os 6 anos de idade quando ganhou de presente uma máquina de escrever Hermes de sua mãe e grande incentivadora, a empresária Marlene Schmidt. Gosta de preservar o caráter espontâneo de suas poesias, anotando-as sempre em um inseparável caderno. Publicou aos 15 anos seu primeiro livro, “Plano e Convexo”, uma coletânea de poemas e crônicas. Em 2000, foi premiada pela Câmera Brasileira de Jovens Talentos, por seu segundo trabalho publicado: “Amor e Hepatite Viral”. Seu terceiro livro, “Sangue Quente”, foi prefaciado pelo ator Paulo Betti. Seu poeta preferido é Augusto dos Anjos, mas outras referências importantes para Karin são Carlos Drummond de Andrade, Camões, Cecília Meireles e Fernando Pessoa.

Fonte da notícia
Empresa:EPR Comunicação Corporativa
Contato:Paula Marina de Freitas Rocha

 

Formatura e Exposição Monteiro Lobato

Dezembro foi marcado com muitas emoções no Núcleo Educacional Santa Catarina (NESC). Este mês, os alunos que concluíram o ensino infantil, participaram de uma linda formatura. Além disso, aconteceu a exposição do Projeto Monteiro Lobato, que reuniu os trabalhos desenvolvidos pelos alunos ao longe deste ano.

Convite para a exposição

Gesto Concreto

No fim de setembro, o Lar Madre Regina recebeu a visita de funcionários da empresa MAXION WHELLS, que em comemoração a Semana do Idoso, gentilmente ofereceu aos residentes uma tarde muito agradável. Batizado de “Gesto Concreto”, o encontro teve café da tarde, bingo e doação de alimentos e fraldas descartáveis, além de música ao vivo, que descontraiu muito o ambiente. E para finalizar, ainda houve distribuição de pizzas.

Mutirão da saúde

Além desse dia divertido, em outubro, alguns residentes do Lar participaram da XIII Edição do Mutirão da Saúde, uma parceria do Projeto Velho Amigo e Centro Médico Berrini. Após as consultas, as medicações receitadas ficaram disponíveis aos idosos.

20 de novembro – Dia da Consciência Negra em 2013

Festejado há mais de 30 anos por ativistas do movimento negro, o Dia da Consciência Negra só foi incluído no calendário escolar nacional em 2003. Comemorado em 20 de novembro, a data foi escolhida em função da morte de Zumbi dos Palmares.

O Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra foi instituído oficialmente em 2011, pela Lei 12.519. A data é feriado em mais de mil cidades brasileiras. Nos estados de Alagoas, Amapá, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, o feriado foi estabelecido por uma lei estadual.

Quem foi Zumbi dos Palmares?

Por Fernando Rebouças

Líder do quilombo dos Palmares, Zumbi nasceu em 1655, em Palmares, atual estado de Alagoas. Era descendente dos guerreiros imbangalas, de Angola. Logo após o seu nascimento fora aprisionado pela expedição de Brás da Rocha Cardoso, e entregue ao Padre Antônio Melo em Porto Calvo.

Foi batizado com o nome de Francisco, aos 10 anos já escrevia português e latim. Aos 15 anos fugiu em busca de suas origens, voltou para o quilombo dos Palmares, onde adotou o nome de Zumbi. No quilombo, derrotou a expedição de Jacome Bezerra, e ferido em conflitos contra as tropas de Manuel Lopes Galvão e Domingos Jorge Velho.

Zumbi comandava as tropas do quilombo governado por Ganga Zumba. Em 1678, liderou um conflito interno, alcançou a liderança do quilombo, e combateu os portugueses durante 14 anos.

Em 1695, reuniu mais de 2000 palmarinos (nativos de palmares) e invadiu povoados de Pernambuco em busca de armas e alimentos. Antônio Soares, um dos líderes das tropas palmarinas, foi capturado e em troca de sua liberdade entregou ao bandeirante André Furtado de Mendonça, o esconderijo de Zumbi.

Zumbi foi capturado e morto em 20 de novembro de 1695.

16 de setembro – Conheça as doenças mais comuns na primavera

Pólen das flores pode causar rinite e conjuntivite e o contato com a água contaminada de enchentes também provoca doenças.

Com a chegada da primavera, algumas doenças costumam se manifestar com maior incidência. De acordo com Paulo Olzon, médico clínico geral e infectologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), aumentam os casos de rinite e conjuntivite.
“Nesta época do ano, o pólen se desprende das flores e fica pelo ar, facilitando que as pessoas entrem em contato com ele, o que pode causar irritações, resultando em conjuntivite e rinite alérgica, por exemplo”, afirma o médico.

Segundo Olzon, como o país enfrenta alterações climáticas, a rinite não se manifesta igualmente em todas as regiões do Brasil. “No Sul, onde as quatro estações do ano são mais bem definidas, é mais fácil verificar essa questão. Em pontos urbanos, onde não há forte presença das flores, a doença pode até aparecer, mas de forma mais tímida”, diz.

Ainda de acordo com o médico, é difícil se prevenir contra essas doenças, já que é difícil detectar o contato com o pólen pelo ar.

O especialista diz ainda que o aumento do número de casos de catapora também costuma ser notado no país. “Características biológicas do vírus da doença fazem com que ele se prolifere mais rapidamente em tempo quente.”

 

Chuvas
Como o tempo fica mais chuvoso na primavera, é comum a propagação de doenças que podem surgir após o contato com a água contaminada, como a leptospirose. “A principal medida é evitar andar com os pés descalços e entrar em contato com água de enchente”, afirma.

De acordo com Olzon, se não for possível não evitar o contato com a área alagada, é recomendado que as pessoas procurem um médico, que pode prescrever um antibiótico.

O risco da dengue também cresce, uma vez que a elevação da temperatura após o período chuvoso favorece o desenvolvimento das larvas do mosquito transmissor da doença.

 

22 de agosto – Você conhece os benefícios do Aleitamento Materno?

De acordo com a última pesquisa do Ministério da Saúde, de 2009, 41% das crianças menores de seis meses recebem exclusivamente leite materno e 67,7 % mamam na primeira hora de vida. O tempo médio de aleitamento materno aumentou um mês e meio de 1999 a 2008, passando de 296 para 342 dias.

A amamentação exclusiva é a estratégia mais eficaz na redução da mortalidade infantil. Estima-se que ações de promoção do aleitamento materno e da alimentação complementar saudável sejam capazes de diminuir, respectivamente, em até 13% e 6% a ocorrência de mortes em crianças menores de cinco anos em todo o mundo.

O leite materno é um alimento completo. Isso significa que, até os seis meses, o bebê não precisa de nenhum outro alimento (chá, suco, água ou outro leite). Depois dos seis meses, a amamentação deve ser complementada com outros alimentos.

É bom que o bebê continue sendo amamentado até dois anos ou mais. Quanto mais tempo o bebê mamar no peito, melhor para ele e para a mãe.

Benefícios para o bebê

  • O leite materno tem tudo o que o bebê precisa até os 6 meses, inclusive água, e é de mais fácil digestão do que qualquer outro leite, porque foi feito para ele.
  • Funciona como uma verdadeira vacina, protegendo a criança de muitas doenças.
  • Além disso, é limpo, está sempre pronto e quentinho.
  • A amamentação favorece um contato mais íntimo entre a mãe e o bebê.
  • Sugar o peito é um excelente exercício para o desenvolvimento da face da criança, ajuda a ter dentes bonitos, a desenvolver a fala e a ter uma boa respiração.


Benefícios para a mãe

  • Reduz o peso mais rapidamente após o parto.
  • Ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia de anemia após o parto.
  • Reduz o risco de diabetes.
  • Reduz o risco de câncer de mama e de ovário.
  • Pode ser um método natural para evitar uma nova gravidez nos primeiros seis meses desde que a mãe esteja amamentando exclusivamente (a criança não recebe nenhum outro alimento) e em livre demanda (dia e noite, sempre que o bebê quiser) e ainda não tenha menstruado.

Mais do que uma questão de saúde, amamentar é um ato de amor.

 

TemporalIDADE – Idosos visitam CSC e trocam experiência com alunos

Alunos da 8ª série e do 1º ano do Ensino Médio foram os anfitriões de um grupo de 25 idosos que visitaram o Colégio Santa Catarina (CSC) na tarde dessa quarta-feira, 24. A ação faz parte do projeto TemporalIDADE, que envolve o colégio, a Secretaria Municipal de Assistência  Social, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e participantes do grupo Renascer para a Melhor Idade, do Cras/Leste.

Assim que chegaram ao colégio, os idosos foram levados para o laboratório de Informática, onde navegaram na internet e se divertiram com jogos no computador, com a orientação dos alunos. Seu João Feliciano da Silva, de 71 anos, aproveitou bastante a visita e a companhia das jovens alunas com quem teve a oportunidade de aprender e ensinar. “É muito boa essa troca de experiência, não só a gente passa algo para o jovem, mas ele também nos passa. Computador, por exemplo, não é coisa do meu tempo. Mas eles sabem tudo, não é? Então eles podem me ensinar”, conta. Reformado da Polícia, seu João conta que sempre procura algo com que se ocupar. “Envelhecer é ter experiência de vida, não é ser velho, derrubado. Esta é a melhor idade da vida. Sou aposentado, mas continuo trabalhando como barbeiro e cabeleireiro, e sempre procuro fazer alguma obra em casa para não deixar a cabeça parada”.

Dona Marly Gonçalves Esteves, de 76 anos, era só alegria com o primeiro contato com o computador. “Quando falaram que a gente vinha para o computador eu fiquei tensa, porque nunca toquei nem manuseei um computador, nem celular. Mas junto com essas jovens ficou fácil, agradável, vou até comprar um computador para mim”, conta a aposentada, que adorou fazer caça-palavras na tela do computador. Ela ficou encantada com a visita ao colégio, disse que se sentiu muito à vontade porque foi muito bem recebida. “Sou ciente da idade que eu tenho, mas não me sinto velha. Eu trabalho, cozinho, se tiver que cortar uma lenha eu corto. Sou muito ativa, graças a Deus, e pretendo ainda viver muitos anos”, complementa.

Depois, o grupo ainda conheceu a Escola de Música do CSC, onde os idosos tiveram a oportunidade de cantar e relembrar antigas cantigas. Em seguida, foi servido um lanche e a tarde terminou com uma roda de violão. “Foi muito proveitosa essa visita, eles gostaram muito. Eu percebi que houve uma troca de afetividade muito legal. Para muitos foi o primeiro contato com o computador, o que os deixou deslumbrados. Os alunos, realmente, foram extremamente carinhosos e atenciosos. Essa oportunidade de um conhecer o mundo do outro vai contribuir muito para o projeto TemporalIDADE”, avalia Arlene Motta, coordenadora do Creas.

Para os alunos que participaram do encontro o saldo também foi bastante positivo. “Beneficia eles e a gente também, porque a gente aprende a dar mais valor aos nossos avós, ter mais carinho, afeto, cuidar mais deles para depois não se arrepender de não ter feito. Espero chegar aos 70 anos como a maioria aqui, bem de cabeça, e sendo respeitada” conta Maria Paula Novaes, do 1º ano. “Esse contato é maravilhoso, porque eles nos passam uma experiência de vida que a gente não tem ainda e isso é um incentivo para a gente respeitá-los muito mais. Se a gente quer ser respeitada, a gente tem que respeitar. Então, a gente tem que respeitar o idoso hoje para ser respeitada no futuro”, acrescenta Ana Luísa Souza, da 8ª série.

TemporalIDADE

O projeto trabalha a temática da intergeracionalidade para prevenir situações de violência contra os idosos. A parceria do Creas com o Santa Catarina começou através do Voluntariado Jovem, num trabalho que os estudantes já fazem com o grupo de idosos do Cras. Dentro do projeto, tanto os alunos quanto os idosos participantes deverão compor uma letra de música com a temática do envelhecimento, memórias e valorização da terceira idade. As três melhores composições em cada categoria serão premiadas e apresentadas pelo coral do grupo Renascer para a Melhor Idade. A ideia é finalizar o projeto no dia 15 de junho, Dia Mundial de Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa.

 

Hospital São Luiz promove ação de responsabilidade social

A comissão Intra Hospitalar de Ação Social (CIHAS), em parceria com a Pastoral da Saúde do Hospital São Luiz, realizou o 1º Chá Beneficente, com o objetivo de arrecadar fraldas infantis e geriátricas a serem destinadas a paciente internados tanto na Terapia Intensiva Adulto quanto na Neonatal desta casa de saúde.

De acordo com a Enfermeira Nathalie Néspoli, presidente da CIHAS, o evento teve um resultado positivo graças a incansável ajuda da professora Ana Luiza Michelon e sua equipe de colaboradores. Foi muito significativo também o envolvimento da comunidade cacerense, graças ao engajamento de ambas as partes houve uma excelente arrecadação, cerca de 80 pacotes de fraldas, 75 peças diversas de roupas para recém-nascidos, 01 carrinho de bebê e demais artigos do gênero.

Uma próxima campanha já está sendo articulada pela equipe do HSL, será a 6ª “Campanha Previna-se”, com data prevista para o mês de abril deste ano. Esta campanha também contará com o apoio da comunidade em geral, envolvendo-as em atividades educativas com orientação e consulta médica sobre doenças renais que acomete milhares de pessoas.

Esse vento é uma continuidade dos Projetos Sociais realizados pelo Hospital São Luiz, que tem como um de seus vários objetivos a ajuda ao próximo, um estímulo ao amor cristão.

Alguns dos itens arrecadados: