Ações para incentivar a economia de água e energia

Atualmente, 40% da população do planeta já sofre as consequências da falta de água. Além do aumento da sede no mundo, a falta de recursos hídricos tem graves consequências econômicas e políticas para as nações. A diminuição da água no mundo é constante e, muitas vezes, silenciosa. Seus ruídos tendem a ser percebidos apenas quando é tarde para agir. Em grande parte do Brasil a falta de água já é uma triste e constante rotina. Pensando nisso, algumas Casas da Associação Congregação de Santa Catarina estão promovendo ações para incentivar a economia de água e energia.

O grupo de Humanização do AME Itapevi (SP), por exemplo, iniciou em fevereiro o ciclo de palestras 2015 em parceria com a escola André Franco Montouro. A primeira palestra foi ministrada pela enfermeira Débora Ribeiro para cerca de 40 adolescentes da escola e teve como tema “A Higiene Pessoal em meio à falta d’agua”. A palestra teve como finalidade atentar e orientar os participantes sobre a importância da higiene pessoal e sobre como realizá-la em meio a falta d’água, com o uso racional dos recursos.

O Hospital Estadual Central (Vitória – ES) também tomou algumas atitudes para minimizar o consumo de recursos hídricos e elétricos, tais como: a regulagem da boia dos sanitários de cinco para dois litros, a troca das torneiras de rosca por torneiras automáticas, e a instalação de esguicho no bocal das mangueiras para reduzir o consumo de água nas áreas externas e no cuidado do jardim. Para reduzir o consumo de energia elétrica, que também é uma preocupação, o HEC está retirando uma lâmpada de todas as luminárias dos corredores e trocando as que ficarão por lâmpadas mais potentes.

Secretário Estadual de Saúde visita HTO Dona Lindu

No final de janeiro, o Secretário Estadual de Saúde, Felipe Peixoto, esteve em Paraíba do Sul para conhecer as dependências do Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu durante mais uma edição do mutirão de cirurgias do Hospital. Na ocasião, mais de 30 pacientes, que aguardavam na fila de espera, foram operados nas especialidades de mão e joelho durante a 16ª sexta edição do mutirão, ação que acontece desde julho de 2012 e já beneficiou 450 pessoas de diversos municípios do Rio de Janeiro.

O Secretário foi recebido pelo Diretor Executivo, Artur Hummel, e gerentes responsáveis pelo funcionamento da Casa. Esta foi a primeira vez que Felipe Peixoto, que assumiu a Secretaria Estadual de Saúde no começo deste ano, esteve no hospital. O objetivo da visita foi conhecer de perto a estrutura e acompanhar o trabalho dos profissionais de saúde.

Durante a visita, o Secretário conheceu mais detalhadamente o trabalho de vários setores: “Ainda não conhecia o HTO Dona Lindu, mas sempre ouvi falar muito bem daqui. Não poderia deixar de vir e conferir pessoalmente o trabalho brilhante desenvolvido por esta equipe maravilhosa. Este hospital representa uma mudança de lógica na saúde estadual, mostrando que o paciente do interior não precisa ir para a região metropolitana para ser atendido. Pelo contrário, o hospital é referência atendendo pacientes de toda região metropolitana diariamente”, elogiou o Secretário.

OS-Santa Catarina e PAI-ZN no ritmo do Carnaval

O Centro de Atenção Psicossocial – CAPS II Cidade Ademar, administrado pela OS – Santa Catarina, participou do carnaval paulista com o bloco de rua “Loucos por Carnaval”, que contou com a participação de aproximadamente 100 pessoas, entre pacientes, profissionais de saúde e a comunidade.

Essa equipe participou de grupos abertos e oficinas e confeccionaram máscaras, fantasias e adereços. Foram realizadas visitas ao Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Vale Encantado, que colaborou com o fornecimento de instrumentos e de músicos para o bloco. Em parceria com a ONG Crê-Ser, o CAPS produziu instrumentos de percussão com materiais reciclados e participou de oficinas de ritmo, com o seu próprio samba enredo. O Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas – CRATOD participou da bateria no bloco, com alegria e entusiasmo.

O PAI-ZN também entrou na folia no carnaval deste ano e organizou uma comemoração na Casa, decorando a internação com máscaras, confetes e tudo o que um bom carnaval tem direito: comes e bebes, muita música e diversão! Além disso, um bloquinho com os pacientes do PAI-ZN, que desfilaram pelo complexo hospitalar do Mandaqui, proporcionou um momento de descontração e integração entre os pacientes, colaboradores e usuários do complexo.

Dia da Não Violência é celebrado com seminário no HEAT

No Dia da Não Violência (30 de janeiro), o Hospital Estadual Alberto Torres promoveu um seminário sobre o tema com a participação do Centro de Orientação a Mulher (CEOM), do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), do Núcleo de Atenção a Criança e ao Adolescente (NACA) e de profissionais da Secretaria Estadual de Saúde e do próprio HEAT.

O seminário aconteceu no Espaço de Convivência do Centro de Trauma, e contou com palestras e debates sobre os diversos tipos de violência e instruiu sobre como as notificações devem ser realizadas em uma unidade hospitalar. A atividade foi aberta para todos interessados no tema.

Dia Mundial do Doente no HRC

Para lembrar o Dia Mundial do Doente (11 de fevereiro), os colaboradores do Hospital Regional de Cáceres Dr. Antônio Fontes, por meio do Setor da Pastoral da Saúde e Educação Permanente, proporcionaram um dia mais que especial para todos os pacientes internados na instituição. A equipe, que em parte estava caracterizada com fantasias, visitou os leitos dos pacientes proporcionando alegria, descontração e, principalmente, acolhimento e oração a cada um dos doentes.

Tendo como tema as palavras do Papa Francisco: “Amai a vida que é sempre sagrada, mesmo quando marcada pela fragilidade e pela doença”, os colaboradores não deixaram de participar e entraram no clima com os pacientes, por meio de orações e registro de fotos.

Palestra sobre depressão no AME Itapevi

Em fevereiro, o AME Itapevi realizou uma palestra de saúde preventiva com o tema “Episódios Depressivos” para colaboradores e comunidade do Centro de Convivência do Idoso de Itapevi. A palestra foi ministrada pela psicóloga Claudineia Sartori, da empresa Vitallitá, e teve como finalidade atentar e orientar os participantes sobre o diagnóstico e tratamento da depressão.

A psicóloga iniciou a palestra com uma dinâmica envolvendo todos os participantes e contou sobre os sinais de depressão nas pessoas. Ela reforçou sobre a importância de identificar a patologia para iniciar o tratamento e medicação prescrita pelo médico. No encerramento, Claudineia contou uma história baseada no ditado “A esperança é a ultima que morre” e entregou um tissuru (pássaro) em forma de origami para os participantes, como forma de agradecimento.

Bando de Palhaços alegra pacientes e colaboradores do HEAT

Momentos de alegria e descontração marcaram a visita do grupo Bando de Palhaços no Hospital Estadual Alberto Torres na véspera do Carnaval. Os palhaços visitaram diversos setores da Casa, como o ambulatório, as enfermarias e áreas administrativas. O ponto alto da apresentação aconteceu na Pediatria, momento em que as crianças interagiram e brincaram com o grupo ao ritmo de marchinhas de Carnaval.

O Bando de Palhaços visita o hospital uma vez ao mês. O grupo faz parte do projeto Plateia Hospitalares e trabalha em parceria com os Doutores da Alegria. No dia da visita, os palhaços realizam cortejos musicais por toda a unidade levando alegria e descontração aos pacientes e colaboradores.

CRI Norte celebra 10 anos de atendimento aos idosos

O CRI Norte celebrou, em fevereiro, 10 anos de atendimento ao idoso na Zona Norte de São Paulo. Para comemorar a data, foram realizadas várias atividades no fim do mês voltadas aos colaboradores, voluntários e pacientes, manifestando a importância de todos na construção dessa trajetória.

A semana de comemorações contou com caminhada, apresentações musicais, baile, dança circular e a tradicional missa com homenagens aos colaboradores e parceiros que contribuíram com a implantação do CRI Norte.

Alunos do CSC/SP aprendem sobre o uso da água

Com o objetivo de promover a educação ambiental e a conscientização sobre o uso racional da água, os alunos do Fundamental I do Colégio Santa Catarina de São Paulo realizaram em fevereiro uma atividade lúdica baseada na história da “Bebel, a gotinha que caiu do céu”, que ilustra o ciclo da água. Além da conscientização sobre a necessidade de preservar o meio ambiente e principalmente o uso inteligente da água, as crianças de 6 a 10 anos participaram da criação de uma cisterna, feita de material reciclável.

Para o segundo bimestre, a professora do Fundamental I, Maristela Tieghi De Albuquerque, pretende usar um novo personagem, a folhinha Nico que, junto com a Bebel, ensinará os jovens a pensar em cada  atitude relacionada à preservação, como se elas fossem o próprio Planeta Terra.

CSC/JF já tem 78% de aprovação no vestibular 2015

O Colégio Santa Catarina de Juiz de Fora recebeu em fevereiro os estudantes aprovados no vestibular das mais diversas universidades públicas do país. Com a divulgação do resultado do PISM – Programa de Ingresso Seletivo Misto (um processo de avaliação em que os candidatos às vagas da Universidade Federal de Juiz de Fora participam de três módulos de avaliação, um ao final de cada série do Ensino Médio), foi possível fazer um balanço preliminar de aprovação e constatar que pelo menos 78% dos alunos do 3º ano do Ensino Médio de 2014 conseguiram a tão sonhada vaga no Ensino Superior.

O percentual considera apenas os aprovados nas universidades públicas. Se levar em consideração as faculdades particulares, o índice é ainda é maior e pode aumentar ainda mais, conforme forem acontecendo as matrículas e sendo feitas novas classificações.

Com o resultado, o CSC confirma, mais uma vez, a excelência de seu ensino. Para a supervisora do Ensino Médio, Mariangela de Lacerda Guedes, manter a matéria em dia, desde o início, é o segredo. “Nada de desculpa que depois do carnaval eu estudo, depois da Semana Santa eu começo a estudar. É preciso ter um acompanhamento, senão o aluno se perde. Porque, na verdade, no terceiro ano, os alunos precisam fazer a revisão de todo o conteúdo do primeiro e segundo anos e mais a matéria nova do terceiro, que não é pouca”.

A estudante Laura Meireles Quinet de Andrade, 17 anos, é uma dessas pratas da casa. Ingressou no CSC no 1º período, com quatro anos de idade. Foram 14 anos de Santa Catarina, o que, segundo ela, deu-lhe base para alcançar 793,3 pontos no Enem e garantir o primeiro lugar no curso de Direito diurno da UFJF. “Muita gente complementa os estudos em outro cursinho. Eu fiquei só no colégio, porque aqui sempre tive uma ótima estrutura, os professores são excelentes e tiveram muita influência nesse meu resultado”, conta Laura.

Receita de suco saudável garante prêmio à CCVM

A Casa da Criança de Vila Mariana ganhará, em 2015, um projeto de renovação de seus espaços voltados à alimentação e saúde. A novidade é resultado da vitória da Casa em uma das categorias do Prêmio Educação Além do Prato, iniciativa da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, em parceria com o Programa São Paulo Carinhosa – Política para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância. Dentre as 260 escolas participantes, a CCVM conquistou o 3º lugar da categoria receita fria com o “Suco Saudável”, feito de cará com limão.

O projeto visa fomentar estratégias capazes de garantir a inserção do tema “alimentação” nos projetos pedagógicos das Unidades Educacionais. Nesse sentido, a iniciativa premia ações de mobilização que promovam a melhoria de hábitos alimentares dos alunos a partir da valorização de merendeiros, da discussão sobre alimentação na comunidade escolar e do engajamento de parceiros e concorrentes da alimentação no âmbito territorial da escola.

Para concorrer ao prêmio, as escolas deveriam elaborar um projeto que consistisse em duas partes: mobilização e receita culinária. Na primeira parte, da mobilização, era preciso engajar os merendeiros e a comunidade educativa em torno do tema da alimentação, conforme o regulamento. Na segunda parte, foi necessário preparar uma receita culinária, quente ou fria.

A Casa da Criança de Vila Mariana mobilizou toda a equipe pedagógica, representada pela coordenadora de comissão Suzi Kelly Silva Giovanini, e pela auxiliar de cozinha Maria Edna Nogueira Santos, além dos alunos e seus familiares para o desenvolvimento do projeto.

Ao todo, seis receitas levaram o prêmio, entre elas, o Suco Saudável da CCVM. Além do projeto de renovação dos espaços de alimentação e saúde, prêmio concedido do 1º a 3º lugar de cada categoria, os representantes das escolas que ficaram em 3º lugar ganharão também um workshop de vivência gastronômica e um jantar degustação em São Paulo.

 Conheça abaixo os demais vencedores do Prêmio:

 Categoria Pratos Quentes

1º EMEI Professora Dirce Zillesg Borges dos Santos – DRE Capela do Socorro

2º CEI Municipal Missionária Dorothy Stang – DRE Itaquera

3º EMEF Francisco Rebolo – DRE Campo Limpo

 Categoria Pratos Frios

1º CEI Conveniada Penha Bom Jesus – DRE Penha

2º EMEF CEU Alto Alegre – DRE São Mateus