CRI Norte sedia a Oficina Preparatória para a Semana Mundial de Prevenção de Quedas em Idosos

No dia 16 de maio de 2013, o CRI Norte foi o anfitrião da Oficina Preparatória para a Semana de Prevenção de Quedas em Idosos, neste ano com o tema: Cuidado com os pés.

Com a iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo em parceria com o Centro de Referência do Idoso da Zona Norte (CRI Norte), Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia (IPGG), Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), capacitou mais de 150 profissionais da saúde que atuam nos dezessete Departamentos Regionais de Saúde do Estado de São Paulo, na atenção primária do município de São Paulo, além de profissionais de outros serviços e estudantes.

Este evento acontece há cinco anos no Brasil, baseado na proposta da ONG britânica Help Aged International, com o intuito de sensibilizar os gestores, os profissionais da saúde e a comunidade para atuarem na prevenção de quedas em idosos.

A cada ano a Semana Mundial de Prevenção de Quedas em Idosos trata de um tema diferente, para orientar os profissionais de saúde sobre os principais riscos e as orientações e intervenções para sua prevenção.

Neste ano, as palestras e as Oficinas com o tema Cuidado com os Pés proporcionou um bate papo com especialistas sobre as doenças recorrentes e alterações biomecânicas dos pés, calçados ideais e autocuidado.

Segundo PERRACINI (2009), precursora desta Campanha no Brasil, o risco de cair aumenta significativamente com o avançar da idade, o que coloca esta síndrome geriátrica como um dos grandes problemas de saúde pública devido ao aumento expressivo do número de idosos na população e à sua maior longevidade, competindo por recursos já escassos e aumentando a demanda por cuidados de longa duração.

O CRI Norte promoverá no dia 19 de junho Oficinas práticas para os profissionais de saúde realizarem a Avaliação e Exercícios para os pés, Calçados e Adaptações com a participação dos idosos.

Participe também da campanha virtual de Prevenção de Quedas em Idosos, altere a capa de seu perfil no Facebook para aderir essa campanha.

Acesse: www.facebook.com.br/CRINorte, dê um “curtir” em nossa fan page e compartilhe essa campanha.

Amparo Maternal fecha parceria com IBEF Mulher

O Amparo Maternal acaba de ganhar um novo parceiro. Trata-se do IBEF Mulher (Grupo Feminino do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças de São Paulo). Após a visita de 3 grandes executivas na entidade no último dia 17 de maio, foi selado um compromisso de engajar profissionais de outras organizações em prol do Amparo Maternal, uma entidade que garante a assistência integral à mulher, da gestação ao parto sob os aspectos de saúde e de assistência social.

Estiveram no Amparo Maternal a gerente financeira administrativa da Distillerie Stock do Brasil, Valéria Cristina Natal, a sócia da PriceWaterhouseCoopers (PwC), Maria José de Mula Cury e a diretora administrativa financeira da Penske, Ivanyra Correia. Entusiasmadas com a inclusão social e amparo às mulheres, as executivas refletiram sobre o papel da mulher na sociedade e a função social das organizações de auxiliarem o público feminino. “A gente sai daqui transformada. É uma grande oportunidade de pensarmos em meios de ajudar mais mulheres”, disse a sócia da PWC.

De acordo com a diretora executiva do Amparo Maternal, Júnia Cordeiro, a nova parceria com o IBEF Mulher será bastante rica. “Ganharemos um canal de abertura com executivas e grandes empresas, além disso, teremos a oportunidade de promover uma reflexão sobre a inclusão social da mulher”, conta.

Aluno do Colégio Santa Catarina de JF é o novo campeão brasileiro de xadrez

O Colégio Santa Catarina de Juiz de Fora, gerido pela Associação Congregação de Santa Catarina, parabeniza o aluno Enzo Emanuel Victor Fontes, do 5º ano do Ensino Fundamental, pela conquista do Campeonato Brasileiro de Xadrez, título conquistado no último mês, em Catanduva, interior de São Paulo. Com a vitória, Enzo ganhou o direito de ocupar a vaga oficial do Brasil, na categoria sub-10, nas competições internacionais que estão por vir: Panamericano, Sulamericano e Mundial, que será disputado em Dubai.

Com apenas dez anos, Enzo alcançou um título inédito para o xadrez juiz forano. “Foi um campeonato muito disputado, de alto nível. Tinha muito competidor de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Distrito Federal, Bahia e até do Amazonas”, conta o enxadrista.

Enzo aprendeu a jogar xadrez com o pai, aos seis anos. A primeira partida não foi nada agradável. “Eu perdi pro meu pai e fiquei com muita raiva. Achei muito chato e disse que nunca mais ia jogar xadrez. Mas pouco tempo depois eu estava ensinando meu amigo a jogar”, conta. Logo depois, Enzo começou a fazer xadrez no Colégio Santa Catarina, atividade extraclasse dada pelo professor Haroldo Carvalhido. “Ele sempre foi um aluno muito aplicado, esforçado, estudioso e está de parabéns”, conta orgulhoso o professor.

Haroldo destaca também o desempenho de outro aluno, Luca Pimenta Cardoso, também do 5º ano, que ficou em 5º lugar no Brasileiro. “Ficar em quinto num campeonato que reúne os melhores do país também é digno de mérito. O Enzo e o Luca são amigos, participam juntos de vários torneios, inclusive, o Luca é o atual campeão carioca”, ressalta. De acordo com o professor, o xadrez faz com que os praticantes fiquem mais sociáveis, autoconfiantes, enturmam com mais facilidade. Além disso, desenvolve o raciocínio lógico e a concentração. Enzo concorda. “Nunca fui de fazer bagunça, mas eu fiquei ainda mais concentrado na sala de aula. O xadrez me dá autoconfiança, melhora minha autoestima e eu faço muitos amigos através do xadrez”.

Creche São José do Itamarati faz treinamento para Prevenção de incêndios

A Creche São José do Itamarati, gerida pela Associação Congregação de Santa Catarina, acaba de fazer um treinamento para prevenção de incêndios, orientado pelos bombeiros Fabriciano David e Carlos Bernardino, onde todos os colaboradores estiveram presentes.

O treinamento teve início com uma parte teórica sobre atitudes de prevenção e salvamento em incêndios, bem como o conhecimento de extintores e sua utilização. Também foi feito o reconhecimento dos equipamentos do novo sistema de prevenção de incêndios instalado na creche, as luzes de emergência, as sinalizações de saídas e o ponto de encontro em medidas emergenciais. Logo após, todos os colaboradores passaram por experiências práticas de utilização adequada de extintores e os equipamentos de prevenção de incêndios.

HTO Dona Lindu participa de vacinação contra a gripe

Aderindo à campanha de vacinação contra o vírus influenza (vírus causador da gripe) – promovida pelo Ministério da Saúde em todo o país, o Hospital de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu (HTODL), gerido pela Associação Congregação de Santa Catarina, disponibilizou a vacina para seus funcionários no próprio hospital, através de parceria com a Secretaria de Saúde de Paraíba do Sul. A ação aconteceu no último mês, imunizando mais de 200 profissionais.

O técnico de segurança do trabalho no HTODL, Cláudio Peixoto, destaca que a vacinação para os funcionários da área de saúde está assegurada na Norma Regulamentadora 32, que institui as diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde. “Nos organizamos para viabilizar a vacinação da melhor forma possível. O mais importante é garantir que nossos funcionários não estejam expostos ao influenza”, disse Cláudio.

A vacina contra o influenza é composta por vírus mortos que não causam a gripe. No entanto, a imunização não protege contra outros tipos de doenças respiratórias, como o resfriado, por exemplo. A validade da dose é de 6 a 12 meses, e deve ser aplicada anualmente, pois o vírus sofre mutações neste período, sendo necessária a adequação da vacina.

A enfermeira Maria Fernanda de Barros Lima, responsável pelo serviço de controle de infecção hospitalar do HTO Dona Lindu, lembra que é importante que os funcionários de unidades de saúde estejam protegidos. “É fundamental que se evite a circulação do vírus dentro do ambiente hospitalar, pois é um risco a mais para os pacientes. Por isso, os profissionais de saúde fazem parte do grupo prioritário para vacinação”, lembrou Maria Fernanda.

Para o diretor executivo do HTODL, Artur Hummel, a iniciativa de trazer a vacina para ser aplicada no hospital, se alinha às necessidades do serviço de saúde no país. “Trabalhamos sempre para o bem-estar do funcionário e do paciente. Acreditamos que nossa mobilização para promover a vacinação no HTO é também um esforço pela saúde pública”, destacou Hummel.

Equipe assistencial do Hospital Central participa de palestra sobre “Multidisciplinaridade”

Cooperação entre as equipes. Esse é um dos princípios da “Multidisciplinaridade”, tema de palestra e treinamento realizados no último mês para a equipe assistencial do Hospital Estadual Central (HEC), da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e gerenciado pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC).

As atividades foram realizadas pela fisioterapeuta especializada em Gerontologia e pós-graduada em Administração Hospitalar e Sistemas de Saúde, Dayana Braga, que atualmente é gerente assistencial do Centro de Referência do Idoso da Zona Norte, em São Paulo.

Pela manhã, a equipe assistencial e demais colaboradores do HEC participaram do Encontro Clínico, atividade promovida mensalmente pelo serviço da Qualidade juntamente com a Diretoria Técnica do Hospital, e que neste mês trouxe para discussão a temática da “Multidisciplinaridade”.

Na ocasião, a fisioterapeuta Dayana Braga destacou a importância do trabalho em conjunto entre as equipes. “A evolução da saúde trouxe conhecimentos e novas alternativas de assistência. A equipe assistencial deve ser norteada por um projeto comum de desenvolvimento de prática comunicativa, orientada para entendimento mútuo”, disse.

Segundo a responsável pelo serviço da Qualidade do HEC, Ingryd N. Rodrigues, o encontro teve como objetivo estimular a educação continuada e o intercâmbio de informações. “Acreditamos nessa iniciativa e desejamos ampliar o envolvimento de nossa equipe assistencial, visando agregar qualidade à assistência prestada aos nossos pacientes”, destacou.

Treinamento

Já no período da tarde, enfermeiros, fisioterapeutas e farmacêuticos do Hospital Central participaram do treinamento “Aprimorando a Multidisciplinaridade”, também ministrado pela gerente assistencial do Centro de Referência do Idoso da Zona Norte, Dayana Braga.

Hospital Santa Teresa faz cirurgia inédita em Petrópolis

As equipes de Neurocirurgia, Buco-maxilo-facial e Oftalmologia do Hospital Santa Teresa (HST), gerenciado pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), realizaram uma cirurgia inédita em Petrópolis: a retirada de um arpão de pesca do crânio de um paciente, em abril. Bruno Barcellos de Souza Coutinho, 34 anos, feriu-se ao limpar o objeto que disparou contra a própria face perfurando o canto do olho esquerdo e atravessando o crânio. Ele foi resgato por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Petrópolis e deu entrada no HST lúcido e orientado. O objeto de 30 cm perfurou 15 cm do crânio de Bruno Barcellos e passou por milímetros de distância de artérias vitais. Após uma cirurgia de quatro horas, as equipes de Neurocirurgia e Buco-maxilo-facial conseguiram retirar o objeto sem que o paciente sofresse qualquer tipo de dano neurológico.

A equipe de Oftalmologia do HST fez a segunda etapa da cirurgia em que a grande preocupação era de se manter o órgão (olho esquerdo) do paciente. Bruno Barcellos teve o globo ocular reconstruído o que o possibilitará futuramente de usar uma prótese.

O Diretor Executivo do Hospital Santa Teresa, Vinicius de Oliveira frisou que é uma política do HST a interação das equipes médicas em busca do melhor tratamento dos nossos pacientes. “Nós contamos com equipes multidisciplinares altamente capacitadas a realizar qualquer tipo de intervenção cirúrgica, das mais simples as de alta complexidade. Além de todo um suporte tecnológico foi a interação entre as equipes que culminou no sucesso dessa cirurgia.”, finaliza.

Após 19 dias internado Bruno Barcellos teve alta do Hospital Santa Teresa, no dia 06 de maio, e pôde retomar a rotina de vida normalmente.  O caso inédito em Petrópolis tomou proporção na imprensa internacional.

AME Jardim dos Prados é destaque de gestão

O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Jardim dos Prados, na Vila São Pedro, atende quatro bairros na zona sul de São Paulo e é referência em gestão na área de saúde. Para facilitar e agilizar o fluxo de trabalho e o atendimento aos pacientes, a Associação Congregação de Santa Catarina, responsável pelo gerenciamento do ambulatório, encomendou à Keyassociados um planejamento estratégico. O trabalho desenvolvido pela Keyassociados levou em conta o dia-a-dia do ambulatório, que conta com 36 consultórios médicos, sendo 23 deles voltados ao atendimento médico, sete para o assistencial e seis para realização de exames.

O planejamento estratégico do Jardim dos Prados foi feito a partir da análise das expectativas de todos os envolvidos no processo, desde médicos, gestores até os pacientes. “Ao elaborar o documento, focamos na satisfação das partes interessadas do ambulatório”, diz a gerente de projetos e auditora da Keyassociados, Roberta Bertoni.

O planejamento também reforça a troca de experiências de gestão com outras unidades de saúde e empresas. “Como somos pioneiros e referência em muitas ações, iniciamos recentemente visitas a outras instituições do mercado como shoppings e bancos, por exemplo”, afirma a gestora de Qualidade do AME, Cássia Zerbini Perillo. Ela ressalta que o AME foi o primeiro ambulatório de especialidades público do Brasil a conquistar a certificação ISO 9001.

Anestesista do Amparo Maternal participa de Congresso

A anestesista do Amparo Maternal, Dra. Rosa Avilla, representou a entidade no 10º COPA – Congresso Paulista de Anestesiologia, promovido pela Sociedade de Anestesiologia do Estado de São Paulo (Saesp) no mês de abril. O evento que aconteceu no Transamérica Expo Center contou com a participação de mais de 2.000 profissionais, não só da área, mas de outras especialidades também, como neurologia, pediatria e traumatologia.

A médica do Amparo Maternal, que é gerenciado pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), abordou o tema “Anestesia em gestante dependente de Crack”, em sua palestra. “Depois desta palestra, fui convidada a falar sobre o assunto num capítulo de livro que será lançado pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia  sobre anestesia em Obstetrícia, fui incentivada a abordar o assunto na Revista Brasileira de Anestesiologia e a aula foi publicada no maior site de acesso em anestesia obstétrica (Cothon.net)”, disse Rosa.

Para acessar o material: http://migre.me/eEvZi

Creche Monteiro Lobato inova para incentivar alimentação saudável

Fazer uma criança gostar de comer verduras, legumes e frutas não é tarefa fácil. De olho neste objetivo, educadoras da Creche Monteiro Lobato, gerenciada pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), criaram o projeto “A alimentação e os animais”, que vem conquistando ótimos resultados entre a criançada. “O trabalho começou porque eles não comiam verdura nem legume. Tudo de cor diferente no prato eles rejeitavam. Era só arroz, feijão e carne. E nós queríamos mudar isso, até porque temos crianças com problemas de anemia. Então, nós tivemos a ideia de fazer um projeto sobre alimentação conciliando com os animais, de que eles gostam muito. Começamos a trabalhar o elefante e perguntar o que o elefante come? O elefante gosta de maçã, assim como o cavalo. Trabalhamos esses dois animais e trouxemos a maçã para incorporar no cardápio deles. Depois trabalhamos o peixe, que come alga. Para trazer para a nossa realidade, fizemos uma associação com a alface. Depois, aproveitando a Páscoa, trabalhamos o coelho, que come cenoura e verdura e, aos poucos fomos incorporando tudo isso ao cardápio deles. Agora começamos um trabalho com as aves, porque tem muita criança que não come ovo”, explica a educadora Dayane Cristina de Almeida.

Para tornar o projeto ainda mais envolvente, as educadoras também promovem lanches divertidos com as crianças, onde os pequenos podem participar do processo de elaboração do prato. No último mês, por exemplo, a garotada botou a mão na massa para fazer um ratinho de ovo, com orelhas de cenoura, rabinho de requeijão e bigodinhos de batata palha. Resultado: além de muita diversão, não sobrou nada no prato. “O objetivo é deixar a criança se envolver com o alimento para que ela passe a dar valor ao que come e tenha prazer em se alimentar. É um experimento novo que a mãe também pode adotar em casa, para fazer a criança comer verdura e legume. E dá resultado”, afirma a coordenadora geral da creche, Carla Cristina Silva. Ela relata também outra atividade desenvolvida na creche, com o mesmo objetivo, que surtiu efeito imediato. “Nós fizemos um teatrinho com personagens como a senhora batata e a dona cenoura. Nós levamos todos esses alimentos para sala de aula para que as crianças pudessem manusear e, ao manusear, elas quiseram experimentar. E no saber que gosto tem, elas experimentam e gostam, porque, geralmente, rejeitam sem nunca ter experimentado”.

Colégio Santa Catarina JF recebe Selo Escola Solidária

O Colégio Santa Catarina (CSC) de Juiz de Fora, gerenciado pela Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), vai receber o Selo Escola Solidária pela quinta vez consecutiva, um reconhecimento do Instituto Faça Parte às escolas brasileiras de educação básica comprometidas com uma educação solidária que desenvolve projetos de voluntariado. O Selo tem a parceria do Ministério da Educação (MEC), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), da UNESCO e da UNICEF. A premiação é realizada a cada dois anos. Desde 2003, mais de 16 mil escolas públicas e particulares de todo o país já foram reconhecidas.

“O certificado é um reconhecimento do trabalho de educação solidária desenvolvido pela escola. O Voluntariado Jovem tem sido a referência para avaliação do Santa Catarina. Nas últimas quatro edições, a cada etapa da premiação, apresentamos um dos projetos desenvolvidos pelos alunos, como Tardes Culturais na creche, Aniversariantes do mês no Abrigo Santa Helena, Sementes de Girassol no Ceprom e Melhor Idade junto ao Cras”, explica o professor Juceme Rodrigues, coordenador do Voluntariado Jovem do CSC.

O Voluntariado Jovem é um projeto que surgiu há cinco anos no CSC, com o objetivo de humanizar os estudantes, a fim de que eles saibam conviver com as diferenças e respeitá-las. Todos os alunos do Colégio, a partir da 7ª série, podem participar. São duas atividades semanais: às quartas é feito um trabalho com idosos, e às quinta com crianças. “A escolha de trabalhar com crianças e idosos segue a linha de trabalho de Madre Regina, que buscava ajudar as crianças na instrução, e os idosos, principalmente aqueles mais desfavorecidos e abandonados pela família”, conta Juceme.

Selo Escola Solidária

Em 2013 o Selo Escola Solidária completa 10 anos e fará uma edição especial. Serão reconhecidas as 1.057 escolas que mais receberam selos. Em Juiz de Fora, apenas o Colégio Santa Catarina, o Instituto Metodista Granbery e a Escola Degraus de Ensino serão contempladas.