OSSC-JF celebra 5 anos

Em dezembro, a Obra Social Santa Catarina (JF) celebrou 5 anos de fundação em grande estilo.

Foram quatro dias de comemorações, com apresentações de grupos, oficinas e cursos oferecidos pela casa, como artesanato, corte e costura (que teve um desfile produzido pelas alunas com roupas confeccionadas por elas próprias), inglês, capoeira, música, literatura, nutrição e Palavra de Mulher (com a psicóloga Luciana Lucchesi).

Uma missa, celebrada pelo Padre Zuka, da paróquia Nossa Senhora de Fátima, vizinha à Obra Social, encerrou as festividades.

 

Residencial Santa Catarina recebe visitas especiais

No mês de outubro, a equipe do Projeto “MAPAA – Meio Ambiente e Proteção Animal”, esteve no Residencial Santa Catarina trazendo seus cães voluntários para uma visita aos residentes.

Foi um momento muito especial, pois eles lembraram de animais que tiveram ao longo da vida e puderam matar a saudade do quanto é bom ter o carinho de um animal.

A ideia é que esse encontro aconteça mensalmente!

Residencial Santa Catarina comemora o Dia do Idoso

Para celebrar esta data, que acontece no dia 1º de outubro, o Residencial Santa Catarina (SP) proporcionou aos seus residentes um jantar especial com apresentação de tango.

Foi uma noite bastante descontraída e, com certeza, muitos relembraram os velhos tempos apreciando a dança argentina.

Histórias de valor no Lar Madre Regina

Uma família prestou uma linda homenagem aos colaboradores que se dedicam ao cuidado dos idosos no Lar Madre Regina (SP). Em dezembro de 2012, a Casa acolheu um casal, o Sr. Décio Lopes, que faleceu no dia 16 de março de 2014, e a Sra. Beatriz Baptista Lopes, que faleceu em 19 de setembro de 2015.

Em reconhecimento ao serviço prestado pelos colaboradores durante o tempo em que o casal residiu no local, a filha do casal, Célia, escreveu em nome da família uma carta onde expressa sua gratidão pelo tempo dedicado ao cuidado dos seus pais. “Quero deixar meus agradecimentos a toda a equipe, desde os porteiros, cozinha, limpeza, diretores, assistente social e, em especial, às enfermeiras, auxiliares de enfermagem e cuidadoras, que sempre trataram muito bem os meus pais, com paciência e carinho, e até de nós, quando nos dirigiam palavras de conforto”, diz na carta.

Por fim, ela relembra as visitas e o amor que os profissionais do Lar Madre Regina têm pelo trabalho que realizam. “Obrigada pelo tempo que dedicaram aos meus pais Décio e Beatriz e que Deus os presenteie em dobro por tanta dedicação e amor com os idosos”, conclui.

NESC forma primeira turma do curso de Corte, Costura e Manicure

No início de setembro, a equipe do Núcleo Educacional Santa Catarina (SP), realizou a formatura da primeira turma do curso gratuito de Corte e Costura e Manicure. O evento contou com a presença das alunas formandas, seus familiares, uma representante do Fundo de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSESP), do Diretor Corporativo de Filantropia, Antônio Carlos Nunes de Azevedo, e da Especialista Corporativo de Responsabilidade Social, Juliana Ioshimatsu.

Em parceria com o FUSSESP, o NESC promove para a comunidade local, desde julho de 2015, cursos gratuitos de corte e costura e manicure. Essa parceria terá duração de quatro anos e beneficiará mais de 200 pessoas que, além de formação qualificada, recebem também uma bolsa auxílio. Parabéns a todos os que apoiam essa importante parceria.

Oficina Cultural resgata memórias da infância no Lar Madre Regina

Em agosto, a psicóloga Silvana Cava realizou uma oficina cultural com acolhidos do Lar Madre Regina (SP). O trabalho foi realizado com o livro “Contos da Realidade – Vagalumes e Outros Bichos”, de Pedro J. Cardoso, que se apresentou e dialogou com os idosos. A ação também contou com o apoio da encarregada técnica, Ana Rosa.

A leitura dos contos deste livro contribuiu para desenvolver um trabalho de resgate das memórias da infância e das experiências na fazenda, que a maioria destes idosos vivenciou.

Residencial Santa Catarina completa 15 anos

No dia 4 de julho, o Residencial Santa Catarina (SP) comemorou 15 anos de fundação. A festa comemorativa aconteceu no dia 17 de julho com uma missa celebrada na Capela do Hospital Santa Catarina. Após a missa, residentes, cuidadores, colaboradores e convidados foram recebidos no Residencial Santa Catarina para um coquetel, onde a primeira residente da Casa, Clélia Affonseca Ferraz, foi homenageada com flores.

De acordo com Norma Claure, Diretora Executiva do Residencial Santa Catarina, comemorar 15 anos de aniversário é sempre uma grande alegria. Ela complementa: “No Residencial Santa Catarina, todos esperamos e preparamos nossa festa com muita vontade e principalmente com muito amor à vida. Cada dia vivido nesta Casa é comemorado, pois os residentes podem compartilhar suas experiências de vida e sabedoria, o que nos estimula a viver bem e em paz.”

OSSC forma 7ª turma em oficina de Corte e Costura

Uma cerimônia, realizada no início de junho, marcou a conclusão do curso básico de Aprendizagem em Costura Industrial oferecido pela Obra Social Santa Catarina (MG) a moradores do Bairro Jardim Casablanca e entorno. O curso já capacitou 90 pessoas de baixa renda para o exercício de uma profissão, possibilitando sua inserção no mercado de trabalho.

De acordo com a instrutora do curso, Míriam Aparecida da Costa, só pode fazer os outros módulos quem passa pela aprendizagem. “Nessa primeira etapa, os alunos aprendem a tirar medida, construir o básico de moldes de saia, de blusa, de calça. Como a carga horária é de 200 horas, não dá para avançar muito, como ensinar a graduar tamanhos, criar modelos. Isso fica para os outros módulos, que são as qualificações”, explica Míriam.

“Temos qualificação em modelagem, qualificação de corte, em que o aluno aprende a quantidade de tecido que precisa para cortar uma peça, como cortar, etc. E, por último, oferecemos a qualificação em costura, que é onde eles criam modelos, e também fazemos um desfile no fim do ano com aquilo que a turma criar e produzir”, continua a instrutora.

Todos os módulos do curso são ministrados pela professora Míriam Aparecida da Costa, que se preocupa não apenas em ensinar um ofício aos alunos, mas também em resgatar a sua autoestima, a fim de que se sintam valorizados enquanto ser humano.

Novidades no Hospital Madre Regina Prottman

O Hospital Madre Regina Protmann (ES) vem desenvolvendo vários projetos e atividades de capacitação voltados aos seus colaboradores. Confira detalhes sobre eles:

– Projeto Amigos do Planeta: O Hospital iniciou o projeto com o objetivo de preservar o meio ambiente e reduzir os gastos com materiais descartáveis, partindo da utilização de canecas plásticas, que foram providas a partir de doação pela equipe de captação de recursos. Atitudes como esta vão ao encontro das premissas de Responsabilidade Social e Ambiental da ACSC.

– Treinamento CIPA sobre Acidente de Trabalho: A CIPA realizou um treinamento para a equipe de enfermeiros do HMRP com o tema ‘Acidentes de Trabalho’, cujo objetivo era mostrar quais ações devem ser feitas para minimizar as possíveis falhas que podem ocasionar acidentes.

– Doação de Utensílios para a Nutrição: A equipe de Captação de Recursos do HMRP recebeu de um doador utensílios para o Setor da Nutrição, como garrafas térmicas, talheres, bacias, panelas, xícaras, entre outros. Todos os itens recebidos na doação são utilizados para atendimento junto aos pacientes na preparação e fornecimento de nossas refeições.

– Projeto Biblioteca Itinerante: O Grupo de Trabalho Humanizado – GTH e a Diretoria do HMRP iniciaram um Projeto chamado ‘Biblioteca Itinerante’, que possui como grupo focal pacientes adultos e crianças, bem como acompanhantes presentes nas enfermarias e na UTI. O objetivo é resgatar o conhecimento dos pacientes e acompanhantes e, também, despertar novos saberes.

– Treinamento de Higienização Hospitalar

Voltado aos colaboradores do setor de Higienização, Nutrição, SCIH, Segurança do Trabalho e Compras, foi realizado no HMRP um treinamento sobre ‘Cuidados com manuseio de químicos, procedimentos de limpeza hospitalar e cozinha industrial’. O treinamento visou à atualização da equipe, com base nas melhores práticas de mercado.

Lar Madre Regina recebe a Pet Terapia

No final de março, os residentes do Lar Madre Regina receberam a visita do Instituto MAPAA para mais uma sessão da Terapia Assistida por Animais – Pet Terapia – para trabalhar o bem-estar e crescimento por meio da interação homem-animal.

A terapia ocorre quinzenalmente e é uma inovação no atendimento de reabilitação física e saúde mental. No mesmo dia, os residentes foram presenteados com uma bolsa do Instituto MAPAA que também fez muito sucesso entre eles.

NESC realiza a II Caminhada Sustentável: “Cada Gota Conta”

O Núcleo Educacional Santa Catarina – NESC realizou a II Caminhada Sustentável no final de março. Aberto à participação da comunidade, a iniciativa chamou a atenção dos participantes para temas ambientais importantes, como o uso consciente da água.

O evento contou com o apoio da subprefeitura de Pirituba/Jaraguá, CET, SPTrans e Guarda Civil Metropolitana, além da Sabesp, que disponibilizou folhetos e informativos sobre o consumo consciente.

As crianças que participaram da II Caminhada receberam o livro “Juca brasileiro: a água e a vida”, doado pela fundação D´Paschoal.

Voluntariado Jovem no Colégio Santa Catarina de Juiz de Fora

Fortalecer os laços de solidariedade com o próximo é uma tarefa permanente do Colégio Santa Catarina de Juiz de Fora, ainda mais nos tempos de hoje. Por isso, desde 2007, o colégio desenvolve um projeto de Voluntariado Jovem, que possibilita aos alunos e educadores resgatarem o sentido da vida nas diversas formas de caridade. Os alunos envolvidos nessa atividade fazem visitas a creches comunitárias e abrigos de idosos, sempre acompanhados por educadores do Colégio. Eles contam histórias para crianças e ouvem relatos de vida dos mais velhos, desenvolvem brincadeiras infantis, além de atividades festivas e celebrações.

 No final de fevereiro, um grupo de ex-alunos do colégio fez questão de participar do projeto mais uma vez. Eles entraram em contato com o professor Juceme Rodrigues, coordenador do projeto e a solicitação foi aceita, demonstrando que o objetivo está sendo alcançado: a semente plantada no coração desses jovens, do trabalho social voluntário, está germinando e dando frutos. O grupo visitou idosos do Abrigo Santa Helena e as crianças do Centro de Proteção do Menor (Ceprom).

 Essa atividade rendeu ao Colégio o Selo Escola Solidária por cinco vezes. A certificação é reconhecida pelo Ministério da Educação, Unesco e Unicef.

Treinamento de coaching para liderança no HMRP

De 10 a 13 de março, os líderes do Hospital Madre Regina Protmann (Santa Teresa – ES) receberam o treinamento Líder Coach – O gestor do futuro, um processo que produz mudanças positivas e duradouras em um curto espaço de tempo de forma efetiva e acelerada.

O processo de Coaching é uma oportunidade de visualização clara dos pontos individuais, de aumento da autoconfiança, de quebrar barreiras de limitação, para que as pessoas possam conhecer e atingir seu potencial máximo e alcançar suas metas de forma objetiva e, principalmente, assertiva.

O treinamento teve o objetivo de identificar entre os colaboradores pessoas com disponibilidade a desenvolver liderança e proporcionar oportunidade de crescimento para os coordenadores do HMRP.

Obra Social Santa Catarina-JF promove debate sobre questões femininas

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Obra Social Santa Catarina (Juiz de Fora -– MG), reuniu as frequentadoras da Casa para um momento de reflexão. Acompanhado pela coordenadora geral da Obra, Carla Cristina, pela psicóloga Luciana Lucchesi e pela professora Míriam Costa, o grupo assistiu ao filme “Histórias Cruzadas” (The Help). Após assistirem ao filme, as mulheres presentes debateram sobre as questões levantadas na narrativa, que tem muito a ver com o dia a dia feminino.

O filme se passa na década de 1960 e mostra a história de uma escritora que começa a entrevistar mulheres negras de uma pequena cidade do Mississipi/EUA. Em comum, as entrevistadas têm o fato de terem deixado suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria escritora faz parte. A trama vai além da discriminação racial e aborda a dificuldade de mulheres no mercado de trabalho, de mulheres sem maridos, casadas, porém, sem filho e a desvalorização do trabalho da empregada doméstica. Fala também da força, da união e sobre a possibilidade de mudar uma realidade enfrentando-a com coragem.

 “Elas puderam transpor a ficção para o mundo de suas realidades e pediram mais momentos como estes, uma vez que, se for depender delas, nunca acharão tempo para fazer isso”, contou a coordenadora da OSSC-JF. Como o resultado foi positivo, a psicóloga da casa sugeriu organizar, de tempos em tempos, uma tarde de café cultural na Casa. “Deixaríamos a cargo delas os temas a serem abordados, tendo o nosso olhar de profissional atento para direcionar a discussão e até mesmo encaminhar o tema para outro momento”, afirmou Luciana.

A importância da doação

Muito se fala que o ato de doar é muito importante para manter o trabalho das instituições filantrópicas, mas você sabe qual o real impacto desta ação?

Recentemente, o Lar Madre Regina recebeu uma expressiva doação de um grupo de motociclistas chamado Moto-Clube Libertar Hinor, que passaram uma manhã em companhia dos idosos, conversando e entregando cerca de 80 brindes para os residentes, além de mantimentos e roupa de banho. E não para por aí. O mesmo grupo realizou uma doação em fraldas e leite suficiente para suprir a demanda de dois meses da Casa. Apenas esse gesto alcançou a marca de R$ 13 mil e contribuiu para o bem-estar dos residentes atendidos pelo Lar Madre Regina.

Obra Social inicia 7ª turma de Corte e Costura em Juiz de Fora

Em fevereiro teve início mais uma turma do curso de Corte e Costura oferecido pela Obra Social Santa Catarina (OSSC-JF) a moradores do Bairro Jardim Casablanca e entorno, em Juiz de Fora. Esta é a sétima edição do curso, que já capacitou cerca de 90 mulheres de baixa renda para o exercício de uma profissão, possibilitando sua inserção no mercado de trabalho.

Este novo grupo, no entanto, conta com um diferencial: pela primeira vez um homem participa da oficina. “Da mesma forma que hoje a mulher dirige caminhão, mulher é mestre de obra, pega na enxada, no trabalho braçal, o homem também pode sentar numa máquina de costura. Vamos quebrar tabus”, afirmou Guilherme William Rocha, participante do curso.

William, como prefere ser chamado, é morador da Cidade Alta e desde o ano passado vende as roupas que a irmã dele produz. Como o negócio é promissor e eles pretendem expandir a confecção, William quer aprender o básico de costura para ajudar a irmã. “Ela tem uma filha pequena e não tem condições contratar uma costureira agora. Por isso estou aqui, para poder colocar a mão na massa e registrar a nossa confecção, pois assim poderemos comprar tecidos com melhor preço e vender para lojas, colocar nossas peças em feiras”, explica o futuro empreendedor.

 O curso de Corte e Costura é dividido em três oficinas: artesanato com retalhos, customização e reforma e costura industrial. Este último é dividido em quatro módulos: curso básico de aprendizagem em Costura Industrial; Qualificação em Modelagem Industrial; Qualificação em Corte Industrial e Qualificação em Costura Industrial. Todos os módulos do curso são ministrados pela professora Mírian Aparecida da Costa, que se preocupa não apenas em ensinar um ofício aos alunos, mas também em resgatar a sua autoestima, a fim de que se sintam valorizados enquanto seres humanos.

Memória viva dos residentes do Lar Madre Regina

O Lar Madre Regina acaba de desenvolver um lindo projeto voltado à memória histórica da Casa. Trata-se do “Conversas no Lar Madre Regina: a memória viva dos residentes”, realizado por um grupo de sete residentes da Casa que reuniu-se diversas vezes para falar sobre suas memórias, respeitando o tempo e as lembranças que emergiam. O processo foi uma rica colheita de experiências sobre dores, escolhas e alegrias que acabou originando um caderno de memórias, no qual as historias compartilhadas foram registradas e entregues aos idosos.

Para viabilizar a participação de idosos que não conseguem escrever, – seja porque não foram alfabetizados ou por sequelas de diferentes patologias, e também daqueles que, mesmo alfabetizados, “perderam a prática” com a expressão escrita – um escriba auxiliou e escreveu os relatos dos participantes na primeira pessoa, como se fossem os próprios residentes.

Muitos relatos são profundos, emocionados, por vezes românticos e desafiadores, e mostram as superações e coragem destes sujeitos. Seguem alguns recortes do caderno de memórias:

“Uma música que me marcou foi ‘La violeteira’, com a Sarita Montiel. Meu pai colocava esta musica na vitrola para ouvir e matar a saudade do meu irmão e, com isto, essa música ficou em minha mente, meu pai dançava com uma das minhas irmãs, eu não dançava porque era muito pequeno. ”A., homem, 62 anos.

“Eu comecei a trabalhar aos oito anos de idade com minha família em São Mateus do Sul, no Paraná. Ajudava com a louça, colhia lenha para casa e também ajudava minha avó na costura… O tempo passou, mudaram os donos e hoje estou aqui. Trabalhei muito na minha vida.” D., mulher, 90 anos.

A missão da Obra Social de Santa Catarina

Você sabia que a Obra Social Santa Catarina de Juiz de Fora foi fundada pela ACSC em comemoração aos 100 anos de existência do Colégio Santa Catarina de Juiz de Fora? Por meio de uma pesquisa realizada em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora, a entidade identificou que um dos bairros em maior vulnerabilidade social da cidade era o Jardim Casablanca e seu entorno, totalizando aproximadamente 21 mil habitantes. Sendo assim, a Obra Social Santa Catarina foi instalada nessa comunidade, atuando nas áreas da Saúde, Educação e Assistência Social e mudando a vida de muitas pessoas.

A OSSC, por meio de parcerias, oferece diversos cursos, como por exemplo a oficina de capoeira e flauta, fruto de uma parceria com a Funalfa – Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage – que oferece aulas destinadas a crianças de seis a 14 anos, com ou sem deficiência. Com a parceria firmada com a Universidade Federal de Juiz de Fora, a instituição oferece consultas nas especialidades de Pediatria, Neurologia, Clínica Geral e Psiquiatria. E, por meio de convênio com a Polícia Militar, a OSSC oferece aulas de instrumentos de sopro a crianças com idade entre nove e 13 anos.

Para criar a possibilidade da inserção de jovens de baixa renda no mercado de trabalho, a OSSC oferece também curso de costura industrial que capacita o jovem para o exercício de uma profissão, oficina de nutrição com cursos de culinária, aulas de  ginástica para adultos acima de 45 anos, oficinas de meio ambiente e de flores de EVA, cursos de corte e costura e de artesanato, aulas com instrumentos de corda, como violino e violoncelo, que são ministradas por dois musicistas profissionais para crianças a partir de 11 anos. Por fim, a Casa lançou mais um projeto, o da Palavra de Mulher, um grupo terapêutico que se propõe a ser um espaço seguro de acolhimento e de partilha de vivências, com o propósito de cuidar da saúde mental da mulher e debater assuntos do universo feminino.

Até hoje, mais de 2.600 pessoas foram beneficiadas por meio dos cursos e das atividades oferecidas pela OSSC, pessoas que tiveram suas vidas tocadas pela missão da Obra Social Santa Catarina de Juiz de Fora!

OS-Santa Catarina é premiada

Em 2014, duas unidades de saúde, gerenciadas pela OS-Santa Catarina, na zona sul de São Paulo, foram premiadas pelo trabalho, dedicação e resultados alcançados em prol das pessoas atingidas pela Hanseníase.

A UBS Jardim São Carlos recebeu o prêmio na categoria “Ações em Vigilância em Saúde”. Já o Ambulatório de Especialidades Dr. César Antunes da Rocha (AE Pedreira) referência no tratamento de Hanseníase, recebeu o prêmio “Desempenho das Unidades de Referência”, em 2012 e 2013.

Ainda em 2014, a UBS Parque Dorotéia recebeu, na 4a edição do XXVIII Congresso do COSEMS/SP – XI Mostra de Experiências Exitosas dos Municípios, a Menção Honrosa na área de Promoção em Saúde, pelo trabalho “Teia Presencial, Teia Eletrônica – A Promoção de Saúde através da Intersetorialidade na UBS Parque Dorotéia”.

A Dra. Sâmia Aued, gestora da Unidade, relatou a importância em trabalhar com a TEIA (Trabalho envolvendo a Infância e a Adolescência) um trabalho de rede com a participação das instâncias municipais da saúde, assistência social, promotoria, conselho tutelar, usuários e equipe dos serviços de saúde, parcerias (escolas, creches, organizações não governamentais entre outros) e a Comunidade, para a resolução de questões que envolvem a infância e a adolescência, apoiando as famílias na utilização das potencialidades existentes no território.

Mostra Cultural no NESC

O Núcleo Educacional Santa Catarina realizou, em novembro, a Mostra Cultural Arte de Fazer Arte”, com o objetivo de incentivar a participação das famílias no meio cultural, além de prestigiar as produções e apresentações das crianças e adolescentes.

No evento foram homenageados artistas importantes como Pablo Picasso, Chico Buarque de Holanda, Vinicius de Moraes, Almir Martins e Homero Brito.

Além disso, outras atividades foram desenvolvidas como: técnicas de pintura aquarela, arte rupestre, pintura em estátuas vivas; danças como Hip Hop e Ballet Clássico; Canto Coral  e apresentações de teatro completaram o evento.